quarta-feira, 23 de Julho de 2014

Mailó regressa ao relvado

Mailó (foto ASF)

O avançado Mailó, a contas com lesão no adutor esquerdo, subiu esta manhã ao relvado do campo n.º 3 do Estádio Nacional para fazer trabalho condicionado.

Gonçalo Brandão, Fernando Ferreira e Rodrigo Dantas realizaram treino de preparação física.

Lito Vidigal agendou nova sessão de trabalho para as 17 horas, desta vez no Restelo.

por Ana Rita Justo

Marco Sahanek é alvo

Austríaco de 24 anos apontado ao meio-campo | Mas há mais um interessado no jogador: o Marítimo | Muitos golos e assistências fazem dele um atleta apetecível para os azuis

Marco Sahanek (foto D.R.)

Marco Sahanek, médio austríaco de 24 anos, poderá ser o próximo a chegar ao Restelo para reforçar a equipa às ordens de Lito Vidigal.

Segundo A BOLA apurou junto do empresário do atleta, Martin Schenner, existem já conversações para que Sahanek possa juntar-se ao clube da cruz de Cristo. A sua chegada aconteceria a custo zero, uma vez que está sem clube, depois de ter terminado contrato com o SV Horn, da Áustria.

Contudo, o Belenenses não é o único clube a querer adquirir o jovem médio. Também o Marítimo estará Interessado em contratar o jogador.

De resto, a Imprensa austríaca já dá conta do interesse das dois clubes portugueses em Marco Sahanek e refere, ainda, que este estaria mais inclinado para o Restelo do que para a ilha da Madeira.

Capturar124A confirmar-se a chegada ao campeonato português, esta seria a primeira experiência do austríaco, ex-internacional sub-20, fora do seu país natal. Marco Sahanek deu nas vistas na época anterior ao serviço do SV Hom, clube que milita no segundo escalão do futebol profissional austríaco e que terminou a época no 7.'º lugar. Ao todo, o jogador marcou dez golos na temporada anterior e assinou 13 assistências.

Destaca-se como um médio criativo e que poderia fazer concorrência a Tiago Silva no meio-campo dos azuis do Restelo.

EGGERT JÓNSSON RESCINDIU

Entretanto, o Belenenses continua a arrumar a casa e ontem foi a vez de outro médio, o islandês Eggert Jónsson rescindir contrato com o apoio do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol. Jónsson, que chegou ao Belenenses no início da época 2013/2014, nunca se afirmou realmente na equipa, tendo apenas realizado 11 encontros no campeonato, cinco deles a titular.

por ANA RITA JUSTO

Brandão certo por duas épocas

O central Gonçalo Brandão vai ser reforço do Belenenses após o clube ter garantido os direitos desportivos do jogador, por duas temporadas, embora metade do passe ainda pertença ao Parma

Numa altura em que ainda não se sabe se João Meira vai sair (chegaram propostas ainda desinteressantes para a SAD), a permanência de Brandão dá mais garantias para o eixo defensivo.

Em dúvida está Miguel Garcia. O jogador tem tudo acordado com o Belenenses, mas não pode assinar enquanto não se libertar do contrato assinado com um clube indiano.

Resolvida ficou a rescisão do islandês Jónsson, num processo intermediado pelo Sindicato dos Jogadores.

por Pedro Miguel Azevedo

Rodrigo Dantas chega com carimbo de vencedor

Em 2011/12 venceu a II Liga pelo Estoril e, em 2013, ganhou o campeonato do Rio de Janeiro pelo Botafogo, onde jogou e se inspirou em Seedorf | Agora, o médio espera ajudar a equipa a ter uma época tranquila

Rodrigo Dantas começou ontem à tarde a trabalhar com o plantel do Belenenses e deixou desde já a promessa de querer manter o ritmo vencedor dos últimos anos: o médio-ofensivo foi campeão carioca em 2013 pelo Botafogo (fez dois jogos) e, em 2011/12, ajudou o Estoril a ganhar a II Liga portuguesa. Sendo os objetivos do Belenenses bem mais modestos, Dantas promete justificar a aposta que recebeu do clube do Restelo e mal pode esperar para se estrear na I Liga.

O grupo recebeu-me muito bem, espero ficar fisicamente bem o mais depressa possível para fazer um bom trabalho e ajudar o grupo. Para já, o pensamento é a permanência, vamos lutar por isso”, afirma o jovem de 24 anos.

Voltar a Portugal foi uma opção bem pensada por Rodrigo Dantas, até porque, diz, “este é um país maravilhoso onde sempre quis regressar”. Por superstição ou não, Rodrigo Dantas escolheu o número 35 para vestir de azul. “Era o número que usava no Botafogo, na equipa do Seedorf e espero ter aqui a mesma sorte que tive lá”, explica.

Na I Liga, Rodrigo Dantas vai cruzar-se com o antigo técnico do Estoril, Marco Silva, por quem o médio vai “torcer, exceto frente ao Belenenses”. “Não me surpreende [estar no Sporting] pois sempre mostrou grande potencial”, recorda.

Dantas tanto pode jogar como “oito” ou como “dez” e a sua chegada confirma a ideia de que Fernando Ferreira estará de saída. O camisola 14 do Belenenses, há três épocas no clube, não entra nas contas de Lito Vidigal para a nova época e, ao que O JOGO apurou, está no mercado, aguardando agora a SAD por propostas satisfatórias e que permitam a saída do atleta. Ontem, o médio treinou com os colegas, mas na peladinha ficou de fora, atrás de uma baliza com uma bola.

por Pedro Miguel Azevedo

Rodrigo Dantas: «Jogar na 1.ª Liga é sonho concretizado»

MÉDIO BRASILEIRO FEZ PRIMEIRO TREINO NO RESTELO

Já tinha jogado no Estoril, clube ao serviço do qual se sagrou campeão da 2.ª Liga. Posteriormente, voltou ao Brasil, e está de regresso para representar o Belenenses, desta vez no principal escalão do futebol português. Falamos de Rodrigo Dantas, médio contratado ao Bangu, que não esconde a sua felicidade por estar novamente no nosso país.

Estou a concretizar o sonho de jogar na 1.ª Liga em Portugal. Fui campeão com o Estoril e agora quero fazer um bom trabalho no Belenenses”, sublinhou o brasileiro no final do primeiro treino no Restelo, revelando que era sua vontade regressar a Portugal. “É um país maravilhoso. Fui eu próprio que quis vir para o Belenenses, porque aqui tenho mais chances para demonstrar o meu futebol, de realizar uma bela época e de ajudar o clube”, sublinhou.

E o que é uma boa campanha? Dantas remete para os objetivos da equipa. “A meta passa pela permanência e eu espero ajudar com vitórias. Quero ficar bem fisicamente, pois preciso de adquirir ritmo para ser uma opção válida”, refere, caraterizando-se depois como jogador: “Sou um 8, mas posso alinhar como um 10. De qualquer forma, estou disponível para atuar onde o treinador quiser, dando o máximo para ajudar o grupo.”

Número de sorte

Rodrigo Dantas vai jogar com o n.º 35. Uma escolha que tem os seus motivos. “Foi com esse número que me sagrei campeão carioca pelo Botafogo em 2013, juntamente com Seedorf. Espero que me traga a mesma sorte aqui no Belenenses”, diz a terminar.

Autor: JOÃO PEDRO ABECASIS

Fotos: FERNANDO FERREIRA

Miguel Garcia ainda por acertar

DEFESA ASSINOU PRÉ-ACORDO COM CLUBE INDIANO


Fotos: DIREITOS RESERVADOS

Miguel Garcia tem já um acordo com o Belenenses, mas a transferência para o Restelo ainda não é uma certeza, visto que o defesa assinou um pré-acordo com um clube indiano e ainda não conseguiu resolver a desvinculação desse compromisso.

Os responsáveis da SAD continuam à espera que Miguel Garcia solucione o problema, por forma a reforçar o lado direito da defesa. Caso contrário, estão a ser estudadas outras alternativas, até porque, após a saída de Duarte Machado, só André Teixeira e Palmeira, este último um central de raiz, podem atuar naquela posição.

Noutro âmbito, Fernando Ferreira continua a trabalhar, mas à parte. O médio mostrou vontade de sair, mas as propostas não agradaram à SAD e, caso a situação se mantenha, a permanência no plantel é uma hipótese. Também João Meira pode estar de saída, mas, tal como no outro caso, as propostas não satisfazem.

Eggert rescinde

Eggert rescindiu finalmente o seu contrato, numa operação mediada pelo Sindicato dos Jogadores. “Agradeço o apoio do organismo numa situação que podia complicar-se”, disse o islandês. O Belenenses ficou igualmente satisfeito com o desfecho do processo e desejou boa sorte ao jogador.

Duarte Machado ruma ao Olhanense

Confirma-se a saída de Duarte Machado | O agora antigo capitão do Belenenses vai assinar contrato por dois anos com o Olhanense, realizando o primeiro treino pelos algarvios já esta quarta-feira

«Estou muito triste. O Belenenses é um clube muito especial para mim, foram quatro anos intensos de trabalho onde dei tudo o que tinha e o que não tinha. Esses quatro anos de suor foram resumidos a um período de quatro dias, que foi o tempo suficiente para me afastarem gradualmente do grupo de trabalho e, sem justificação, anunciarem que não contavam comigo», confessou o lateral-direito de 31 anos enquanto seguia na autoestrada para o Algarve para oficializar o acordo com os rubronegros .

«Compreendo que não seja opção para Lito Vidigal, desportivamente é legítimo, mas é triste despedir-me desta forma repentina dos meus colegas e de um clube que me diz tanto», acrescentou o ex-capitão dos azuis.

O Belenenses, através da rede social Facebook, endereçou mensagem de agradecimento pelo profissionalismo de Duarte Machado nas quatro épocas em que representou o clube. «Desejamos o maior sucesso na sua carreira e no seu futuro, certo que teremos sempre um lugar no seu coração», pode ler-se.

por Bruno Ventura

Rodrigo Dantas já se treina com a equipa

No regresso aos trabalhos após a participação na Taça de Honra da AF Lisboa, o médio Rodrigo Dantas foi a grande novidade no plantel, tendo já treinado às ordens de Lito Vidigal

Rodrigo Dantas já se treinou (foto ASF)

Proveniente do Bangu, o brasileiro, de 24 anos, que já jogou em Portugal ao serviço do Estoril, fez, durante grande parte do apronto, treino físico, ao lado de Fernando Ferreira e Gonçalo Brandão, que ainda esta terça-feira deverá assinar contrato com os azuis.

Mailó foi o único ausente, a contas com uma lesão no adutor esquerdo.

Quarta-feira, o Belenenses regressa aos trabalhos, às 10 horas, no campo 3 do Estádio Nacional, e às 17 horas, no Estádio do Restelo, à porta aberta.

por Ana Rita Justo

Duarte Machado rescinde com o Belenenses

O defesa, que disputou mais de 100 jogos com a camisola azul, é agora apontado ao Olhanense

Duarte Machado (Belenenses) Foto: ESTELA SILVA / LUSA

Duarte Machado chegou ao Restelo em 2010/2011, proveniente do Fátima

Duarte Machado acertou a rescisão do contrato que o ligava ao Belenenses, anunciou hoje a SAD dos "azuis", que agradeceu o "profissionalismo" do "capitão" nas quatro temporadas em que esteve no Restelo.

"Ao jogador agradecemos o seu profissionalismo nas quatro épocas em que representou o clube e os mais de 100 jogos que disputou em defesa do nosso emblema. Desejamos o maior sucesso na sua carreira e no seu futuro, certos que teremos sempre um lugar no seu coração", pode ler-se na página oficial da SAD.

Duarte Machado, que tinha mais um ano de contrato com os "azuis", termina, assim, uma ligação de quatro épocas ao emblema do Restelo, onde havia chegado em 2010/11, proveniente do Fátima.

Apesar de ter sido aposta regular dos vários treinadores, seria em 2012/13, sob o comando de Mitchell van der Gaag, que o lateral direito, de 31 anos, assumiria papel fulcral no "onze", ajudando os "azuis" a regressarem à I Liga.

Após 102 jogos oficiais com a camisola da Cruz de Cristo, o defesa prepara-se para dar um novo rumo à carreira, numa altura em que se fala num possível ingresso no Olhanense.

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

terça-feira, 22 de Julho de 2014

Rodrigo Dantas já se treina com a equipa

No regresso aos trabalhos após a participação na Taça de Honra da AF Lisboa, o médio Rodrigo Dantas foi a grande novidade no plantel, tendo já treinado às ordens de Lito Vidigal

Proveniente do Bangu, o brasileiro, de 24 anos, que já jogou em Portugal ao serviço do Estoril, fez, durante grande parte do apronto, treino físico, ao lado de Fernando Ferreira e Gonçalo Brandão, que ainda esta terça-feira deverá assinar contrato com os azuis.

Mailó foi o único ausente, a contas com uma lesão no adutor esquerdo.

Quarta-feira, o Belenenses regressa aos trabalhos, às 10 horas, no campo 3 do Estádio Nacional, e às 17 horas, no Estádio do Restelo, à porta aberta.

por Ana Rita Justo

Desvinculação de Duarte Machado oficializada

CAPITÃO AZUL DE SAÍDA PARA O OLHANENSE

Duarte Machado já não é jogador do Belenenses. O capitão dos azuis dos Restelo acertou a desvinculação com o clube esta terça-feira, colocando um ponto final a um casamento que durava há quatro temporadas.

"Ao jogador agradecemos o seu profissionalismo nas quatro épocas em que representou o clube e os mais de cem jogos que disputou em defesa do nosso emblema. Desejamos o maior sucesso na sua carreira e no seu futuro, certos que teremos sempre um lugar no seu coração", descreve o emblema da cruz de Cristo no Facebook oficial, numa mensagem de despedida.

O lateral, de 31 anos, está agora livre para acertar um novo vínculo com Olhanense tal como Record noticiou na edição de hoje.

Fotos: MANUEL ARAÚJO

Jonsson rescindiu com o apoio do Sindicato

O médio internacional islandês Eggert Jonsson acertou a rescisão de contrato com o Belenenses, contando para o efeito com o apoio do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF).

«Agradeço ao Sindicato por todo o auxílio. Ajudaram-me muito numa situação que podia complicar-se. Tanto o advogado do SJPF, João Lobão, como o presidente, Joaquim Evangelista, estiveram sempre ao meu lado», referiu o jogador, que tinha contrato com os azuis do Restelo até junho de 2016.

Redação

Eggert Jonsson rescindiu contrato

INTERNACIONAL ISLANDÊS DEIXA O CLUBE

O Belenenses informou esta terça-feira, através da sua conta oficial do Twitter, que Eggert Jonsson já não é jogador do clube.

O médio internacional islandês, de 25 anos, acertou a desvinculação depois de uma temporada no Restelo onde não foi muito utilizado, sítio onde chegou proveniente do Wolverhampton.

Ex-Botafogo acerta com Belenenses e se inspira em Seedorf para brilhar na Europa

Volante Rodrigo Dantas realiza exames no clube português nesta segunda-feira e assinará contrato por uma temporada

Rodrigo Dantas - Treino do Botafogo (Foto: Patrick Szymshek)

    Revelado pelo Botafogo, Rodrigo Dantas assinará contrato com o Belenenses (Foto: Patrick Szymshek)

Ex-jogador do Botafogo, Rodrigo Dantas está em Portugal, onde realizará exames médicos para assinar contrato com o Belenenses, da primeira divisão local. A princípio, o vínculo do jogador, de 24 anos, com os portugueses terá duração de um ano, com possibilidade de estendê-lo por mais um. Em conversa com a reportagem do LANCE!Net, o ex-botafoguense falou das expectativas no novo clube.

- Representa muito para mim estar de volta a Portugal, e desta vez para realizar o sonho de jogar em um campeonato importante na Europa. Fui muito feliz no Estoril (POR), sou muito grato, mas é passado. Estou muito feliz por vestir a camisa do Belenenses, um clube de história linda e com muita tradição. Vou me dedicar ao máximo para fazer uma grande temporada e honrar esta camisa. Agora sou mais um azul de Belém - disse Dantas, que depois de sair do Botafogo defendeu Macaé e Bangu, respectivamente.

Revelado pelo Botafogo, Dantas já jogou em Portugal, mas pelo Estoril, onde foi campeão da segunda divisão. Ao término do empréstimo, retornou ao Glorioso, onde permaneceu até o fim do Campeonato Carioca de 2013. A volta a General Severiano não foi como o volante desejava. No entanto, acumulou experiências que, segundo ele, serão importantes agora.

- A volta ao Botafogo não saiu como planejei. Não recebi as chances que considerava ser merecedor. Nunca me deram uma sequência, vida que segue. É o clube que torço, que me revelou e por quem tenho muito respeito, onde tenho grandes amigos. Lá também convivi com o Seedorf, um jogador que é uma referência para mim neste retorno à Europa. Além do profissionalismo, ele me ensinou muito em termos táticos, coisas que os treinadores europeus valorizam demais. Seedorf me passou muito da sua vivência, aprendia com ele nos treinos e também conversávamos nas concentrações - destacou o jogador, que participou dos dois últimos títulos estaduais do Botafogo, em 2010 e 2013.

Depois de realizar os exames nesta segunda-feira e assinar o contrato, Rodrigo Dantas deve se apresentar ao Belenenses e iniciar a pré-temporada com o restante do elenco.

Alexandre Braz - 21/07/2014 - 16:57 Rio de Janeiro (RJ)

Machado rescindiu

Meira e Fernando Ferreira

Capturar1Duarte Machado concluiu ontem o acordo de rescisão com o Belenenses e, em princípio ainda hoje, o lateral-direito deverá assinar pelo Olhanense, da II Liga.

Quanto ao médio Jónsson, também está perto de concluir idêntico processo de rescisão.

Além destas saídas, o plantel do Belenenses deverá encolher ainda mais. Ao que O JOGO apurou, chegaram à SAD propostas pelo central João Meira e pelo médio Fernando Ferreira. Foram recusadas, mas ambos os atletas estão dados como negociáveis e podem sair.

Hoje, Rodrigo Dantas já se treinará à tarde, enquanto Miguel Garcia ainda se procura libertar de um pré-acordo que tinha entretanto assinado com um clube indiano.

por P.M.A./M.G.P.

Brandão assina por dois anos

Defesa-central, 27 anos, termina hoje vínculo com o Siena (Itália) | Novo contrato com os azuis entra esta manhã na Liga | Deyverson conquistou Lito Vidigal na Taça de Honra

2014-07-22 13.57.30Depois de alguns avanços e recuos, intensas negociações, o futuro de Gonçalo Brandão fica hoje definido. O defesa central, de 27 anos, vai assinar um contrato para as próximas duas temporadas.

Depois do sinal positivo de Lito Vidigal, este foi um processo que se arrastou durante as últimas semanas, uma vez que o vínculo do defesa com o Siena, clube italiano ao qual esteve ligado nas últimas três temporadas, terminava apenas hoje.

Agora, estando livre, Gonçalo Brandão tem caminho aberto esperando um novo contrato com o clube onde cresceu enquanto jogador.

Tendo chegado em janeiro deste ano, na reabertura de mercado, Gonçalo Brandão foi peça importante — contabilizou 12 jogos — na fase final da última temporada.

AVANÇADO PARA ENTRAR

Confirmada a entrada do central no plantel, Lito Vidigal ainda procura outras soluções para o setor defensivo (mais um central está a ser equacionado). Mas também no ataque é esperada a entrada de mais um jogador.

Um avançado que, para já, irá fazer concorrência a Deyverson, avançado brasileiro, de 23 anos, que parece ter conquistado um lugar no onze após a participação na Taça de Honra de Lisboa.

Lito Vidigal gostou do empenho demonstrado pelo jogador — apontou um golo diante do Estoril que, a avaliar pelos últimos testes particulares, parte na frente para garantir um lugar como principal referência ofensiva da equipa do Restelo.

Boletim

Programa - Plantel ordens de Lito Vidigal regressa esta tarde ao trabalho com um treino. 17 horas, no Estádio do Restelo, à porta aberta.

por MIGUEL MENDES

Duarte Machado rescinde contrato

Defesa-direito, de 31 anos, confirma saída; destino poderá ser o Olhanense na Liga 2

Ordem para emagrecer o plantel. Após o estágio em Fornos de Algodres, alguns testes de preparação, Lito Vidigal começa a arrumar a casa definindo o plantel que pretende para a nova temporada.

Uma renovada estrutura na qual não entrará Duarte Machado, lateral-direito, 31 anos, capitão de equipa. Apesar de ter mais um ano de contrato com os azuis, o defesa rescindiu ontem e devera mesmo ser apresentado no Olhanense nas próximas horas.

De saída podem também estar Ricardo Alves e Fernando Ferreira, estes por cedências por empréstimo.

por MIGUEL MENDES

Rodrigo Dantas apresenta-se

Médio ofensivo, 24 anos, será a surpresa no regresso ao trabalho; Miguel Garcia muis tarde

Após a participação na Taça de Honra da AF Lisboa, o plantel regressa esta tarde ao trabalho. Um treino para o qual o treinador Lito Vidigal já poderá contar com o médio ofensivo Rodrigo Dantas, de 24 anos, contratado ao Bangu (Brasil), o mais recente reforço dos azuis.

Mais complicada, para já, está a situação de Miguel Garcia, o qual ainda a tratar de assuntos relativos à transferência, deverá apresentar-se mais tarde. Duas caras novas no plantel que, ainda assim, deverão ser utilizadas com o Nacional, dia 26,16 horas, em Rio Maior.

por MIGUEL MENDES

Gonçalo Brandão assina por dois anos

Gonçalo Brandão (foto ASF)

Gonçalo Brandão, defesa-central português de 27 anos, vai assinar com o Belenenses um contrato para as próximas duas temporadas, noticia A BOLA.

A ligação do jogador ao Siena, de Itália, termina esta terça-feira.

Redação

Abel Camará: «Vou provar que sou digno da camisola»

QUER PAZES COM ADEPTOS E DESMENTE CONFRONTOS COM ARMAS

O regresso de Abel Camará ficou envolto em polémica, devido a acontecimentos ocorridos há dois anos por ocasião da sua transferência para o Beira-Mar. Um alegado episódio violento entre a claque Fúria Azul e amigos do avançado está na base da polémica, a qual levou elementos da claque a mostrarem insatisfação pelo regresso do jogador ao Restelo e a lembrar confrontos com armas, que, aliás, Camará desmente, pedindo apoio e manifestando o desejo de criar um clima de paz com todos os simpatizantes azuis.

Nunca ameacei um adepto com armas e nem os meus amigos o fizeram. O que aconteceu foi que, após uma derrota com o Trofense, três ou quatro elementos vieram pedir satisfações à saída do estádio com o intuito de arranjar confusão. Fui-me embora e disse aos meus amigos para fazerem o mesmo. A verdade é que se envolveram, e desde aí que se inventam histórias de armas”, conta o dianteiro.

Fiquei um pouco triste pelo facto de a claque ter dito que não me queria de volta, mas não é a Fúria Azul que faz as contratações e eu vou provar que sou digno de vestir esta camisola. Mesmo quando saí, fiquei ligado ao clube e sou um belenense para sempre. Se os adeptos quiserem falar comigo, os treinos são abertos e não terão problema. Quero estar em paz com os adeptos e com a claque e peço para que puxem por nós e cantem, porque assim será mais fácil. Quando tiverem de criticar, que o façam, mas gostava que no final pudéssemos festejar todos juntos a permanência ou algo mais”, disse.

Desculpas e satisfação

Recentemente, Camará pediu desculpa aos adeptos quando a equipa entrou em campo no jogo da Taça de Honra frente ao Sporting. Foi ovacionado e recorda o episódio.

Creio que perceberam a minha forma de estar aqui. Quero representar este clube. Os assobios não me afetam, mas podem prejudicar a equipa. Gostava que os problemas ficassem sanados”, concluiu.

«Amadureci como homem e jogador»

O ponta-de-lança está de regresso ao Belenenses após ter passado por Beira-Mar e Petrolul, da Roménia. Hoje, em início de época, sente-se mais maduro e apto para disputar o seu espaço no onze do conjunto do Restelo.

A experiência em Aveiro e na Roménia foi muito boa. Amadureci bastante como homem e jogador. Espero que os adeptos gostem das minhas exibições e do meu trabalho no Belenenses”, afirma, remetendo para o treinador a resposta sobre a titularidade. “É ele que vai decidir. O que garanto é que vou trabalhar para ser titular. Se isso não acontecer, vou entrar cheio de vontade sempre que for chamado”, promete.

Autor: JOÃO PEDRO ABECASIS

Fotos: VÍTOR CHI

Bruno China a capitão

DUARTE MACHADO E FERNANDO FERREIRA DE SAÍDA

Bruno China vai ser, a par de Fredy, um dos homens que deve ostentar a braçadeira de capitão do Belenenses. A situação já ocorreu no encontro da Taça de Honra frente ao Sporting e é para ter sequência.

A eleição do médio acontece por via das saídas de Duarte Machado e Fernando Ferreira, os dois capitães anteriores. Ambos já trabalham à parte e foram informados por Lito Vidigal que não fazem parte dos planos, estando previsto que o lateral ingresse no Olhanense, existindo ainda dúvidas quanto ao médio.

Dantas sim, Garcia não

Entretanto, Rodrigo Dantas, a mais recente contratação, realiza hoje o primeiro treino no Restelo, o que não vai acontecer com Miguel Garcia por razões de ordem burocrática.

Com o plantel ainda em aberto, Lito Vidigal espera a qualquer momento a chegada de um extremo para reforçar o sector ofensivo da equipa.

Fotos: RAQUEL COSTA

segunda-feira, 21 de Julho de 2014

Melhores Momentos vídeo : Estoril 2 Belenenses 1

TAÇA DE HONRA A.F. LISBOA

Protestos contra a SAD mantém-se

“Belenenses somos nós…SAD Rua!! FA84″

Tal como no primeiro jogo a contar para a Taça de Honra, também no decorrer do jogo frente ao Estoril foi exibida a faixa de protesto contra a SAD.

O Núcleo Oficial do Clube Fúria Azul voltou a não marcar presença dentro do estádio em sinal de protesto por terem sido retirados da sua bancada habitual para a realização da Taça de Honra.

Camará desculpou-se

NOTÍCIA DO JORNAL RECORD DE 19 DE JULHO

No início da partida de ontem frente ao Sporting, Abel Camará, que tem andado desentendido com os adeptos, aproximou-se da bancada e desculpou-se.

O ato mereceu uma ovação por parte dos sócios do Belenenses que estiveram presentes nas bancadas do Restelo.

Bruno Lopes serviu veneno quando ninguém esperava

GOLO NAS COMPENSAÇÕES - O Estoril foi melhor na primeira parte, mas na segunda os azuis superiorizaram-se e até podiam ter ganho | Os canarinhos ficaram em terceiro lugar na Taça de Honra

O Estoril assegurou o terceiro lugar na Taça de Honra da AF Lisboa, ao vencer o Belenenses com um golo já nas compensações, quando muitos já se preparavam para os penáltis. O golo de Bruno Lopes, ao cair do pano, foi um castigo para o Belenenses, que, na segunda parte, foi mais insistente do que os canarinhos.

O Estoril apresentou-se com os reforços quase todos no onze (sete) e mostrou nessa fase mais organização do que um Belenenses só com duas caras novas em relação à época passada - Fábio Nunes e Adilson.

Capturar12Durante a primeira parte, o ascendente canarinho foi notório, embora mais pela posse de bola do que pelo perigo causado junto à baliza dos azuis. Aliás, não fora o golo de Kuca logo aos 8’, fruto de um erro de marcação da defesa belenense e da arte de passe de Tozé, e pouco haveria para acelerar o ritmo cardíaco dos adeptos.

Do lado do Estoril, Anderson Esiti foi o trinco, com Tozé e Afonso Taira mais móveis à sua frente, fazendo Kuca (direita), Sebá (esquerda) e Balboa (ponta de lança) as despesas atacantes.

Pelo Belenenses, Danielsson teve um auxílio mais direto de Tiago Silva (o que deixou o médio mais longe da sua área de ação habitual), ficando Fredy nas costas de Tiago Caeiro.

Na segunda parte, o Estoril mudou quase toda a equipa, mas quando Lito começou a rodar as suas unidades, os do Restelo ganharam acutilância e criaram mais ocasiões. O golo de Deyverson, servido por João Meira e nascido de uma má decisão defensiva dos canarinhos, deu o empate, premiando a resposta belenense, mas o golo de Bruno Lopes tornou infrutífero esse esforço.

NÃO JOGAVA DESDE ABRIL TIAGO CAEIRO DE VOLTA

O avançado Tiago Caeiro foi titular no Belenenses, regressando à competição depois da lesão sofrida no passado dia 6 de abril. Foi em Barcelos, frente ao Gil Vicente, em jogo a contar para a 26* jornada, que o atacante se lesionou aos 36’. Desde então, e incluindo o início da pré-época, Caeiro fez trabalho de recuperação e volta agora às opções de Lito.

PARA RUMAR A OLHÃO MACHADO ULTIMA RESCISÃO

Duarte Machado deve concluir hoje a rescisão com o Belenenses para poder assinar pelo Olhanense. Ontem, o lateral-direito ainda esteve no banco com os colegas, mas não entrou, tendo feito a despedida do grupo.

O plantel volta aos treinos amanhã à tarde - com os reforços Miguel Garcia e Dantas - e joga com o Nacional, em Rio Maior, no dia 26, às 16h00.

por Pedro Miguel Azevedo

Reforços azuis só hoje no Restelo

Rodrigo Dantas e Miguel Garcia não estiveram no estádio a ver jogos da Taça de Honra

O Belenenses jogava para o terceiro lugar na edição deste ano da Taça de Honra e muitos dos adeptos azuis esperavam que nas bancadas do histórico Estádio do Restelo estivessem dois jogadores que a muito curto prazo vão reforçar o plantel às ordens de Lito Vidigal.

O brasileiro Rodrigo Dantas (foto em cima) e o português Miguel Garcia (foto em baixo). Expectativas goradas, já que os dois jogadores optaram por não se deslocar ao estádio.

O médio brasileiro ficou no hotel a descansar de extenuante viagem para Lisboa onde já realizou exames médicos; o defesa continua ainda a tentar a desvinculação do pré-acordo que tinha assinado com um clube indiano, antes de oficializar a sua transferência para o clube da cruz de Cristo.

Contudo, ambos os jogadores deverão já hoje marcar presença no Restelo para começarem a trabalhar com os novos companheiros e, assim, integrarem-se o mais rapidamente na sua nova equipa.

por EDUARDO MARQUES

Dois desvios para pódio

Estoril marcou cedo e depois controlou Belenenses | Segunda parte sempre em tons de azul | Só que Bruno Lopes quis fazer honra na taça

Estoril e Belenenses animaram o início da tarde no Restelo, na luta pelo terceiro lugar na Taça de Honra de Lisboa. Num jogo típico de pré-época, com as equipas à procura de melhorar processos e rotinas de jogo e com as pernas dos jogadores a acusarem cansaço, foi o Estoril que acabou por fazer a festa, num final improvável e até com requintes de malvadez. Dois desvios, um de Kuca (8) e outro de Bruno Lopes (90+3), quando já se pensava que o jogo se decidiria através de grandes penalidades, conduziram a equipa da Linha ao pódio, num jogo com duas partes distintas.

Se nos primeiros 45 minutos, ao estádio. muito por força do golo madrugador, o Estoril foi sempre melhor que o Belenenses, incapaz de mostrar argumentos para assustar Kiezsek, na segunda parte a história mudou por completo.

EMPATE TARDIO MAS JUSTO

Com as equipas a mudar de rosto, tantas as alterações em ambos os conjuntos promovidas pelos treinadores, o Belenenses puxou dos galões, começou a dominar o jogo e foi criando inúmeras chances de golo que Kiezsek foi negando com valentia.

O empate, num cabeceamento de Deyverson (80), apenas pecou por tardio, mas estabeleceu alguma justiça em relação ao que se passava no relvado.

E com o cronómetro a avançar perigosamente para a decisão nas grandes penalidades, o Estoril, num último fôlego, consegue chegar duas vezes à baliza de Matt Jones - foram mesmo as únicas jogadas de perigo da equipa de Couceiro na etapa complementar — e, na última, mesmo ao cair do pano, desata o nó da igualdade, tendo como protagonista Bruno Lopes. Um golo de honra com requintes de malvadez.

Capturar12

por EDUARDO MARQUES

Machado mais perto do Olhanense

LATERAL-DIREITO VAI ASSINAR

O defesa Duarte Machado deverá ser anunciado em breve como reforço do Olhanense, depois de desvincular-se do Belenenses. Os rubronegros não contam com qualquer lateral-direito de raiz no grupo e fica assim preenchida uma das lacunas do plantel, que ainda está muito incompleto.

O médio Fernando Ferreira, outro jogador ligado ao Belenenses, poderá também vir a entrar nas contas do Olhanense.

por A.A.

Golo no fim penaliza ineficácia dos azuis

BRUNO LOPES DESTRUIU ASPIRAÇÕES DO BELENENSES NO TEMPO DE DESCONTOS

Capturar12345Um golo nos descontos destruiu por completo as aspirações azuis de obtenção do terceiro lugar na Taça de Honra da AF Lisboa, penalizando também a equipa do Restelo pela ineficácia na finalização.

Em jogo disputado, mas nem sempre bem jogado, o equilíbrio imperou, mas foi por via de uma fífia da defesa do Belenenses que Kuca, um reforço muito mexido, fez o primeiro golo.

Uma bola perdida a meio-campo isolou o estorilista, que perante a passividade de João Afonso, só teve de ter a calma suficiente para marcar à saída de Filipe Mendes.

Estava feito o primeiro golo, mas não tardou a que se assistisse à reação azul e foi precisamente a partir do momento em que a equipa de Lito Vidigal começou a correr atrás do prejuízo que veio à tona a ineficácia na altura do remate.

O maior exemplo aconteceu aos 29 minutos, quando Tiago Caeiro falhou escandalosamente em frente da baliza o empate. Isto após uma boa jogada com passe de Adilson e simulação de Fredy.

Canários a gerir

Capturar12Em vantagem, José Couceiro viu a sua equipa jogar muito a meio-campo sustendo, por um lado. as iniciativas dos azuis e, por outro, explorando o erro adversário. Sintomático é o facto de os canarinhos só terem efetuado dois remates (apenas o do golo à baliza) durante toda a primeira parte.

No segundo tempo, José Couceiro operou uma revolução e lançou a maior parte dos elementos que transitaram da época anterior. Lito Vidigal só mudou aos 56 minutos e o jogo melhorou de qualidade, sempre com mais ascendente dos azuis, que procuravam o empate. Conseguiram-no através de Deyverson já perto do final. Suspiravam de alívio os adeptos do Restelo, que já tinham visto bastantes ocasiões desperdiçadas de forma flagrante.Capturar123456

Pensava-se nas grandes penalidades, mas nos descontos João Pedro Galvão rematou ao poste e Bruno Lopes fez a recarga para o golo da vitória. O empate podia ajustar-se melhor ao que se passou durante os 90 minutos, mas castiga a inépcia do ataque do Restelo.

LITO VIDIGAL CONFIANTE

«Temos de fazer campeonato mais tranquilo»

Tal como aconteceu com o homólogo do Estoril, Lito Vidigal mostrou-se satisfeito com o comportamento da sua equipa, apesar do último lugar da Taça de Honra da AF Lisboa, mostrando confiança numa campanha melhor do que a da época passada.

Criámos muitas oportunidades, mas acabámos por pecar na finalização. A equipa vai-se aproximando daquilo que pretendo, mas é preciso melhorar ainda muita coisa, o que não se consegue de um momento para o outro. Com trabalho e empenho, vamos conseguir os nossos objetivos. O desejo é não sofrer como na época passada, até porque temos de fazer um campeonato mais tranquilo”, observou.

Questionado mais uma vez sobre a vinda de mais algum reforço depois de garantidos Rodrigo Dantas e Miguel Garcia, o técnico manteve o discurso. "Todos os jogadores que tiverem qualidade serão bem-vindos”, concluiu.

por JOÃO PEDRO ABECASIS

Lito Vidigal: «Não posso confirmar se Miguel Garcia vem»

TREINADOR ELOGIA EVOLUÇÃO DA EQUIPA

Apesar de ter ficado em 4.º na Taça de Honra, Lito Vidigal ficou satisfeito com o desempenho dos seus jogadores.

"A prestação da equipa é positiva. Fizemos dois jogos muito conseguidos. Falta-nos concretizar mais. Já apresentámos alguns aspetos que temos vindo a trabalhar", disse.

Quanto ao reforço da equipa afirmou: "Não posso confirmar se Miguel Garcia vem ou não para o Belenenses. Como tenho dito, jogadores de qualidade e que tragam mais-valias para a equipa são sempre bem-vindos."

Para Lito, a "equipa vai-se aproximando do pretendido. Estamos a melhorar. Este é um processo contínuo, que não se consegue de um momento para o outro. O objetivo do Belenenses passa pela manutenção na Liga. O que gostaria é que o conseguíssemos o mais rapidamente possível, para evitar o sofrimento da temporada passada", frisou.

Fotos: LUSA

LITO VIDIGAL "Falta-nos concretizar mais"

Apesar das derrotas, o treinador do Belenenses viu coisas positivas frente a Sporting e Estoril

Por Filipe Amorim/Global Imagens

O Belenenses ficou em quarto lugar na Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa, mas nada que preocupe Lito Vidigal. "A prestação da equipa é positiva. Fizemos dois jogos muito conseguidos. Falta-nos concretizar mais. Já apresentámos alguns aspetos que temos vindo a trabalhar", disse o treinador dos azuis do Restelo.

"A equipa vai-se aproximando daquilo que pretendemos, estamos a melhorar. Este é um processo contínuo, que não se consegue de um momento para o outro. O objetivo do Belenenses passa pela manutenção na I Liga. O que gostaria é que o conseguíssemos o mais rapidamente possível, para evitar o sofrimento da temporada passada", rematou.

Estoril vence Belenenses ao cair do pano

Equipa canarinha ficou no terceiro lugar da Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa

Por Filipe Amorim/Global Imagens

O avançado brasileiro Bruno Lopes deu ao Estoril o terceiro lugar da Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa, ao apontar o golo da vitória (2-1) diante do Belenenses, equipa que até dominou o encontro.

O primeiro sinal de perigo pertenceu ao Belenenses, logo aos dois minutos, quando Fredy surgiu ao segundo poste e cabeceou para as mãos de Pavel Kieszek, mas o tento inaugural foi para os comandados de José Couceiro. Numa jogada iniciada a meio campo, onde o reforço Tozé, com uma simulação de corpo, tirou dois adversários da frente, antes de isolar no ataque Kuca, que apenas teve de desviar a bola do guardião Filipe Mendes.

O Belenenses, disposto em 4x2x3x1, tomou conta do encontro até ao intervalo, mas sentiu grandes dificuldades no último remate. Exemplo disso foi Tiago Caeiro, aos 30 minutos, depois de ter recebido a bola de Fredy, já só com Kieszek atirou ao lado.

No segundo tempo, o Estoril remodelou a equipa, mantendo o esquema tático inicial (4x3x3), mas continuava a praticar um futebol muito direto e denunciado, o que permitia aos comandados de Lito Vidigal, treinador que não mexeu na equipa ao intervalo, anular os lances de maior perigo.

Manietado, o Estoril teve de recorrer a lances de bola parada para conseguir criar perigo da baliza azul. Aos 71 minutos Babanco cobrou um canto na direita, o guarda-redes Matt Jones socou para fora da área e Tozé rematou, contudo a bola desviou num defesa e acabou por não acertar no alvo.

Aos 83 minutos, Deyverson igualou o encontro e quando tudo fazia crer que o jogo se iria decidir na marcação de grandes penalidades, Bruno Lopes aproveitou um desacerto no coração da área dos azuis para fazer o golo da vitória, depois de um cruzamento de Babanco e um primeiro remate de João Pedro Galvão ao poste.

Jogo realizado no Estádio do Restelo, em Lisboa.

Estoril - Belenenses, 2-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Kuca, 07 minutos.

1-1, Deyverson, 82.

2-1, Bruno Lopes, 90+4.

Equipas:

- Estoril: Pavel Kieszek, Anderson Luís (Mano, 46), Bruno Miguel (Yohan Tavares, 46), Diego Carlos (Rúben Fernandes, 46), Kakuba (Emídio Rafael, 46), Afonso Taira (Babanco, 46), Anderson Esiti (Diogo Amado, 46), Kuca (Fernandinho, 75), Balboa (Bruno Lopes, 46), Tozé (Ricardo Vaz, 83) e Sebá (João Pedro Galvão, 46).

(Suplentes: Vagner, Yohan Tavares, Mano, Emídio Rafael, Rúben Fernandes, Diogo Amado, Babanco, João Pedro Galvão, Fernandinho, Bruno Lopes, Luiz Phellype, Ricardo Vaz).

Treinador: José Couceiro.

- Belenenses: Filipe Mendes (Matt Jones, 66), André Teixeira, Daniel Martins, João Afonso (Palmeira, 56), João Meira, Danielsson (Ricardo Alves, 66), Tiago Silva (Bruno China, 56), Fábio Nunes (Abel Camará, 56), Fredy (Miguel Rosa, 56), Adilson (Deyverson, 66) e Tiago Caeiro (Fábio Sturgeon, 56).

(Suplentes: Rafael Veloso, Matt Jones, Duarte Machado, Fernando Ferreira, Palmeira, Bruno China, Deyverson, Filipe Ferreira, Ricardo Alves, Miguel Rosa, Fábio Sturgeon, Abel Camará).

Treinador: Lito Vidigal.

Árbitro: Quintério de Almeida (Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para André Teixeira (58) e João Pedro Galvão (81).

sexta-feira, 18 de Julho de 2014

Taça de Honra: Sporting 2 Belenenses 1

O Sporting está na final da Taça de Honra e vai defrontar o Benfica, domingo, às 20 horas ! Antes defrontam-se Estoril e Belenenses

Capturar123

Capturar12

Golo do Belenenses: Autogolo de Geraldes. Canto na direita do ataque do Belenenses e o ex-jogador dos azuis do Restelo desvia para a própria baliza.

Lateral-direito Chico centrado no radar azul

O Belenenses procura um lateral--direito e um dos jogadores referenciados è Francisco Gomes, conhecido por Chico, que está próximo de assinar pelos azuis.

O antigo jogador de Moreirense, Portimonense e Burgas (Bulgária), todavia, tem outras propostas em carteira. O Paços de Ferreira também está interessado no lateral, de 26 anos, formado no Sporting e Académica.

OLHANENSE - Capitão do Belenenses pode rumar a Olhão

Duarte Machado pode estar a caminho do Olhanense. O defesa-direito que nas últimas cinco épocas representou o Belenenses é hipótese para a equipa de António Conceição.

Capitão de equipa dividido

Quatro épocas e um título de campeão de juvenis no leão para o capitão dos azuis | Duarte Machado tem nesta pré-época a segunda oportunidade para ganhar a confiança de Lito

PRETERIDO nas escolhas de Lito Vidigal, que optou por André Geraldes, lateral-direito que hoje estará no Restelo mas já do outro lado da barricada, com a camisola do Sporting, a defrontar a sua anterior equipa, Duarte Machado, capitão de equipa do Belenenses, conhece emoções especiais quando defronta o leão.

O lateral-direito do clube de Belém cumpriu quatro anos da sua formação (de 1998/99 a 2001/02) em Alvalade e foi campeão nacional de juvenis no Sporting. Já lá vão outras quatro épocas no Restelo, inicia agora a quinta e com um desafio extra: provar a Lito que, na reta final da época 2013/2014 apostou em Geraldes, tem valor para a titularidade.

«Somos profissionais e destrinçamos as coisas. O André jogou bem. agarrou o lugar, teve a confiança do treinador, fico feliz por ter ido para o Sporting. Aqui todos temos de suar para jogar, todos os anos é assim. Jogue quem jogar, importante é que o Belenenses ganhe», disse a A BOLA Duarte Machado nestes primeiros dias da nova época.

Em que o jovem André Teixeira (20 anos), que esteve na iminência de ser cedido — a aplicação tem convencido...— é o concorrente direto de Duarte ao lugar.

LIGA MAIS LONGA E TRANQUILA

Depois da titularidade diante do Oriental, Duarte Machado tem hoje, na Taça de Honra da AF Lisboa, nova chance de mostrar serviço a Lito, enquanto não chega um reforço para a direita da defesa, alvo nesta altura... Após o sofrimento pela permanência na Liga, o capitão quer mais em 2014/2015.

«Vamos pensar por etapas, jogo a jogo. A meta é assegurar a manutenção na Liga e ficar o mais acima possível na tabela. Para isso, é bom a base do grupo ser a mesma desde há três anos. O campeonato será mais longo, com o alargamento a 18 equipas, mas espero que seja tranquilo, queremos dar mais alegrias aos adeptos», disse-nos o experiente capitão de equipa do Restelo.

Por tudo isto, resulta claro que se a Taça da Honra é um teste à equipa, mais o é no caso particular e específico de Duarte Machado.

por ANTÓNIO BARROSO

Desistência de quadrangular

Ao contrario do programa de pré-época inicialmente traçado, o Belenenses não irá participar no Torneio LGSP quadrangular com V. Setúbal, Boavista e SC Braga que se deveria disputar nos próximos dias 25 e 26, em Freamunde.

A alteração do local entretanto comunicada e o ónus de suportar algumas despesas explicam o desinteresse e desistência dos azuis, dadas as alterações ao figurino inicialmente delineado para a prova.

Mantêm-se, no entanto, os outros jogos de preparação agendados para esta pré-época. com o WAC Casablanca (Marrocos), a 3 de agosto, no Restelo, e com o Mafra, fora, a 9 de agosto.

por ANTÓNIO BARROSO

Resposta física é uma incógnita

Após 21 treinos e um jogo de preparação em 15 dias, curiosidade quanto à gestão do esforço

Depois do nuto (0-0) no encontro particular com o Oriental, em que ficou claro que o problema de finalização - que já vem da temporada transata - ainda deve merecer retoques e arestas limadas no plantel, a maior incógnita para os responsáveis azuis é a parte física. Ver como reagem os 25 jogadores, após 21 treinos e um jogo de preparação em apenas 15 dias (I) desde que a oficina reabriu no Restelo, é uma preocupação.

É natural que, dada a sobrecarga de sessões no estágio, em Fomos de Algodres, muitos se apresentem ainda presos de pernas, realidade que a equipa técnica, que apresentara o onze mais forte no jogo com os leões e rodara as alternativas, já espera.

por ANTÓNIO BARROSO

Jónsson: rescisão para acertar hoje

Médio islandês não entra nas contas de Lito Vidigal, que tem no grupo 25 jogadores

A rescisão amigável com o medo internacional islandês Eggert Jónsson, de 25 anos, que não entra nas contas de Lito Vidigal e da SAO para 2014/2015, deve concluir-se boje.

Alguns avanços foram dados pelos azuis e o jogador para a conclusão célere do processo. Apesar de poder reforçar-se ainda com três jogadores, um lateral-direito, um médio e um extremo, os responsáveis do clube garantem não estar prevista qualquer surpresa, como a apresentação de uma contratação, hoje. na primeira prova oficial de 2014/2015, e que tem precisamente o recinto do clube da cruz de Cristo como palco.

por ANTÓNIO BARROSO

Abel Camará será capitão esta noite

GRUPO ESTÁ SOLIDÁRIO COM O AVANÇADO

O plantel do Belenenses está solidário com o avançado Abel Camará, assim como toda a estrutura da SAD dos azuis, que vai aproveitar o confronto com o Sporting, para a Taça de Honra da AF Lisboa - hoje, às 21.30, no Restelo -, para dar todo o apoio ao atacante que chegou do Petrolul Ploiesti (Roménia).

Assim, o ponta-de-lança, de 24 anos, vai utilizar a braçadeira de capitão no embate com os verdes e brancos, numa manifestação de apoio inequívoco e solidariedade para com o jogador formado no Restelo. Vítima de várias assobiadelas no jogo particular com o Oriental, disputado na passada terça-feira, o reforço foi vaiado durante o segundo tempo pela claque Fúria Azul, por entre gritos de “nós não esquecemos”. Uma situação que motivou mesmo um duro comunicado dos adeptos.

As vaias motivaram, inclusive, a ação do técnico Lito Vidigal, que se viu obrigado a apelar à calma por diversas vezes durante o embate com o clube de Marvila.

Recorde-se que Abel Camará saiu do Belenenses rumo ao Beira-Mar na temporada 2011/12, após uma época discreta e durante a qual houve vários episódios de confronto verbal com o jogador.

Reforços

O plantel está incompleto e carece de reforços, uma lacuna reconhecida pelo próprio Lito Vidigal, que deu o exemplo das saídas de André Geraldes, João Pedro e Rojas, ainda por colmatar.

Nesse sentido, e ao que Record apurou, o lateral-direito Miguel Garcia - que se treina atualmente no Sindicato de Jogadores - esteve em negociações com a SAD do Belenenses, mas não foi possível chegar a acordo, pelo que o defesa ex-Maiorca vai prosseguir a carreira no estrangeiro.

Autor: F.L.

Fotos: VÍTOR CHI

Site Meter

Mapa Mundo


contador visitante

Visitas do Mundo!

Mapa Mundo - Hora Mundial