quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Tomada de Posse dos novos Órgãos Sociais eleitos

1909450_759766630761049_3992740363466916071_o

Decorrerá no próximo Sábado, dia 1 de Novembro, pelas 17h00, na Sala VIP do Estádio do Restelo, o Acto de Tomada de Posse dos novos Órgãos Sociais do Clube de Futebol “Os Belenenses” eleitos no passado dia 18 de Outubro para o triénio 2014-2017.

Todos os sócios e adeptos do Belenenses estão convidados a marcar presença.

Rodrigo Dantas na mira de clubes italianos

Médio brasileiro tem estado em destaque no clube do Restelo e já é pretendido por emblemas da Serie A

É peça importante na manobra da equipa treinada por Lito Vidigal, ao ponto do seu nome já estar a ser comentado em Itália, como possível reforço de clubes da Serie A.

Rodrigo Dantas, médio brasileiro de 25 anos do Belenenses, está a ser associado a clubes do principal escalão do "Calcio", revelou nos últimos dias a imprensa transalpina.

Dantas cumpre contrato com o Belenenses mas uma possível saída no mercado de Inverno ou no final da temporada não é descartada pelo seu empresário, Luís Alves.

"Se as condições agradarem ao jogador e ao Belenenses, penso que existe essas possibilidade. Mas o Rodrigo é, nesta altura, um jogador importante na equipa e não sei se o Belenenses está disposto a prescindir do jogador. Ele está feliz... mas vamos ver o que o futuro nos reserva", afirma, em entrevista a Bola Branca.

Para Luís Alves, as notícias que chegam de Itália não são surpreendentes. "Essas notícias não me espantam devido ao excelente início de temporada que o Rodrigo está a fazer. É um jogador de grande nível e já com um bom currículo (campeão estadual do Rio de janeiro pelo Botafogo e vencedor da Segunda Liga Portuguesa pelo Estoril, em 2011/2012). Penso que as abordagens são normais", conclui.

Áudio Luís Alves não está surpreendido com o interesse de clubes italianos em Rodrigo Dantas

Capturar

Resumo RTP: Belenenses 2 Ac. Viseu 0 [4-1 g.p]

1377003_387470288081941_8669217087492460949_n


Lito quis ser Jesus, Mendes foi Viriato

Treinador dos azuis apostou no esquema tático de sucesso do Benfica | Terceiro guarda-redes acertou na lotaria | Sorte? Essa procura-se

CapturardeyversonefilipemendesQuando, a 24 de setembro, o Académico venceu o Belenenses por 3-1, já não eram muitos os que acreditariam que inda conseguissem seguir em frente na Taça da Liga. E quando Lito decidiu dar descanso a Matt Jones, Rodrigo Dantas, Miguel Rosa e companhia, ainda com menos esperança ficaram.

A verdade é que o treinador do Belenenses, uma vez mais, tinha carta na manga: mesmo com sete alterações em relação ao jogo com o Estoril, apostou no esquema tático que tão bons resultados tem trazido a Jorge Jesus no Benfica. Os resultados, esses, chegaram na segunda parte, com dois golos, os suficientes para levar o jogo para a decisão nas grandes penalidades. Aí, Lito voltou à fórmula inicial, trocou Tiago Caeiro por Bruno China e esperou pelo golpe final que... não chegou.

É que do outro lado, vindo de terras de Viriato, o Académico não conseguiu fazer jus à figura mítica do herói lusitano, que impediu a expansão romana na Península Ibérica, 139 anos antes do nascimento de Cristo.

Viriato, esse, foi mesmo Filipe Mendes. O terceiro guarda redes do plantel azul, em estreia absoluta esta temporada, depois de segurar o 2-0 nos 90 minutos, com duas defesas na reta final, tal como Viriato defendeu as montanhas, lançou-se para a lotaria das grandes penalidades como quem atacava os romanos e defendeu os remates de João Carneiro e Tiago Borges.

O ÁRBITRO - HUGO MIGUEL 6

Dois lances de dúvida, ambos na área do Académico, em que parece ter acertado quando mandou seguir. Apitou em demasia para segurar o jogo...

10608419_719369061483143_9074611549538469863_oLITO VIDIGAL - TREINADOR DO BELENENSES

«PRÉMIO PARA ATLETAS»

"O nosso objetivo é ganhar todos os jogos, seja onde for. Foi um bom jogo. bem disputado, conseguimos anular a desvantagem da 1.ª mão. Foi para isto que trabalhámos e, com sorte, nem tínhamos ido às grandes penalidades. É um prémio para os jogadores, que trabalharam para isto, mas não nos faz pensar diferente."

Lito lamenta falta de soluções
Treinador fez sete alterações mas teme excesso de jogos de peças fulcrais na estrutura

Apesar de ter feito sete alterações em relação ao jogo com o Estoril, Lito Vidigal voltou a lamentar a falta de soluções no plantel, facto que o obrigará a lançar novamente jogadores como João Meira, Palmeira, Nélson e Deyverson, que já cumpriram 180 minutos esta semana, na partida com o Boavista. «É pena que não tenhamos soluções para uma gestão mais segura», disse o treinador.

Noutro âmbito, a renovação de Filipe Ferreira até 2017, com uma cláusula superior a 5 milhões de euros, será anunciada esta semana.

Os jogadores do Belenenses

1618294_719383841481665_1570517318264496800_o (2)A FIGURA - Filipe Mendes 7

Aos 36' parou o remate de Clayton, mas foi nos últimos minutos que se revelou decisivo: aos 85' defendeu um livre de Luisinho e aos 90+2' parou nova investida do extremo, completamente isolado. Para fechar em beleza, defendeu dois penalties.

Palmeira (6) - Confortável a lateral, foi apoio efetivo ao ataque.

João Meira (6) - Verdadeiro patrão.

João Afonso (5) - Mais faltoso que o companheiro de setor.

Nélson (6) - Dificuldades naturais na esquerda, terminou esgotadíssimo.

Pelé (4) - Não acertou um passe longo.

Fábio Nunes (7) - Vai agarrando as oportunidades: cruzou para o 1-0 e ainda teve mais duas jogadas de desequilíbrio.

Tiago Silva (5) - Bateu o canto que deu o 2-0. Um remate a registar, aos 84'.

Abel Camará (4) - Não fosse um remate (45') e nem se tinha dado por ele.

Deyverson (6) - Dois remates (11' e 67'), dois cabeceamentos (80' e 90+4') e ainda surgiu a cruzar à esquerda.

Tiago Caeiro (6) - Dois remates, um golo. Cumpriu a missão.

Bruno China (5) - Um remate (79').

Fredy (—) - Entrou para o aplauso.

Capturar123456

Mendes resolve após serviços mínimos

BELENENSES PACIENTE LEVA JOGO PARA OS PENÁLTIS E CARIMBA PASSAGEM

Capturarimagemfilipemendes1234567O Belenenses recuperou da desvantagem da 1.ª mão (1-3), levou o jogo para o desempate nas grandes penalidades e apurou-se para a 3.ª fase da Taça da Liga. Um desfecho justo pela produção das duas equipas, pois o Académico, apesar de bem organizado, quase não causou perigo no Restelo.

Lito Vidigal fez algumas alterações na sua moralizada equipa. Correu riscos o técnico, pois deixou de fora jogadores como Miguel Rosa, Sturgeon e Fredy (este, no banco), quando já não tinha Filipe Ferreira e Rodrigo Dantas.

O Belenenses, num inédito esquema de dois avançados-centro, Caeiro e Deyverson, atacou desde o início e criou ocasiões para marcar, mas nalgumas falhou e alvo e noutras enviou a bola na direção de Ivo. Até ao intervalo, viu-se um Académico organizado mas inofensivo no ataque, incomodando Filipe Mendes apenas num remate frontal de Clayton. De resto, a 1.ª parte teve muitas paragens, com Hugo Miguel a apitar faltas atrás de faltas.

Capturar123456

Golo a abrir

A 2.ª parte começou praticamente com o 1-0, o tal golo que os azuis precisavam para ficarem perto de discutir o apuramento. Um centro da linha final foi mal desviado por Renan para a própria baliza.

Como os golos fora não contam para efeitos de desempate, faltava apenas um para igualar a eliminatória, e o Belém foi atrás desse objetivo. No entanto, pareceu sempre uma equipa que, mesmo com serviços mínimos, chegaria ao segundo golo. E chegou. Num canto, Tiago Silva colocou a bola na zona frontal e Caeiro cabeceou forte, sem hipóteses para Ivo.

O Académico teve um lance de golo, já nos descontos, mas Luisinho, isolado, não conseguiu fazer um chapéu a Filipe Mendes. E assim proporcionou ao guardião ser o herói nos penáltis, defendendo dois.

LITO VIDIGAL - treinador do Belenenses - «Anulámos a desvantagem e criámos mais ocasiões para marcar. Foi bom. pois os jogadores trabalharam.»

Capturar1

Filipe Mendes Desequilibrou nos 11 metros

10697230_719404944812888_7886166234754841176_oNo tempo regulamentar evitou dois golos dos viseenses: aos 36’, com uma grande defesa a remate de Clayton; e aos 90’+2’, numa saída ao isolado Luisinho.

No desempate por penáltis, voou para deter os remates de João Carneiro e de Tiago Borges.

por RODRIGO CORTEZ

Capturar1

FILIPE MENDES FOI HERÓI NOS PENÁLTIS

Foi um campeão do mundo de clubes a relançar, com um autogolo, uma eliminatória que seria decidida já depois dos 90 minutos


Dalbert e Clodoaldo tentam ganhar o lance a Tiago Caeiro, jogador decisivo na partida de ontem

Depois de anular a desvantagem de dois golos da primeira mão, o Belenenses apurou-se para a terceira fase. Grande parte do mérito vai para Filipe Mendes, guarda redes que defendeu dois penáltis.

A derrota (3-1) na primeira mão obrigou o Belenenses a uma entrada destemida no jogo. Como nesta competição os golos fora de casa têm o mesmo valor, os lisboetas sabiam que tinham de marcar pelo menos três golos para garantir o apuramento ao fim dos 90’, ou, em alternativa, dois para chegarem à lotaria dos penáltis. Apesar da enorme vontade, a curta inspiração não ajudava. O Académico de Viseu chegou ao intervalo ainda mais confiante.

No início da segunda metade (48’), porém, o Académico foi traído por um erro próprio, cometido pelo elemento mais credenciado do plantel: Renan Silva, campeão do mundo de clubes em 2005 (pelo São Paulo) desviou para dentro da baliza um cruzamento de Fábio Nunes.

Aos 69’, Tiago Silva cobrou um canto da esquerda e Tiago Caeiro saltou mais alto do que todos no coração da área, quebrando um jejum de golos que já durava há sete meses.

Nos descontos, o Viseu ainda teve uma ocasião flagrante, mas, só com Filipe Mendes pela frente, desferiu um remate perfeitamente ao alcance do guardião dos azuis.

por RODRIGO CORTEZ

Capturar1

Resumo Vídeo: Belenenses 2 Ac. Viseu 0 [4-1 g.p]

GOLO DE TIAGO CAEIRO | FILIPE MENDES O HERÓI DOS PENALTIES | BELENENSES SEGUE EM FRENTE NA TAÇA DA LIGA

10623305_719390064814376_5769195924955791332_o10662095_719404894812893_7793425863877608267_o (1)


quarta-feira, 29 de Outubro de 2014

Belenenses-Ac. Viseu, 2-0 (4-1 g.p.): Azuis dão a volta e avançam

EQUIPA DO RESTELO VENCEU NOS PENÁLTIS

O Belenenses qualificou-se esta quarta-feira para a terceira fase da Taça da Liga, ao vencer o Académico de Viseu, no desempate por grandes penalidades (4-1), após ter anulado a desvantagem na eliminatória no tempo regulamentar (2-0).

Depois de terem perdido por 3-1, em Viseu, há cerca de um mês, os azuis igualaram a eliminatória, graças aos tentos de Renan, aos 48 minutos, na própria baliza, e Tiago Caeiro, aos 69, resultado que obrigou à marcação dos castigos máximos, nos quais a formação de Belém foi mais certeira.

Desta forma, o Belenenses regressa à terceira fase da prova, a qual não atingia desde 2008/09, e acaba por merecer o desfecho do encontro, uma vez que os visitantes quase sempre se limitaram a defender a vantagem trazida da primeira mão.

O conjunto do Restelo entrou mais decidido na partida e Tiago Caeiro e Deyverson foram os primeiros a colocar o guardião adversário à prova, sendo que a resposta do Académico chegaria à passagem da meia hora, por intermédio de João Carneiro e Clayton, ambos sem sucesso na finalização.

Contudo, a mais flagrante ocasião surgiria em cima do intervalo, quando Abel Camará, em excelente posição, ficou muito perto de adiantar os azuis no marcador, mas falhou por completo o alvo.

Ainda assim, o golo inaugural aconteceria nos primeiros minutos da etapa complementar, graças a uma infelicidade de Renan, que acabou por desviar um cruzamento de Fábio Nunes e colocou o Belenenses em vantagem.

Apesar do golo sofrido, o Académico de Viseu começou a tentar segurar o resultado, que lhe dava a qualificação, remetendo-se ao seu meio-campo durante um longo período, até que Tiago Caeiro aumentou a contagem dos lisboetas e igualou a eliminatória.

No entanto, nos instantes finais seria mesmo a formação viseense a dispor de soberana oportunidade para garantir a permanência em prova, mas Luisinho, aos 90+2, não conseguiu ultrapassar a oposição de Filipe Mendes, guarda-redes que viria a revelar-se decisivo para as cores azuis, ao defender dois remates, no desempate por grandes penalidades.

Belenenses-Ac. Viseu, 2-0 (4-1 g.p.)

Jogo no Estádio do Restelo, em Lisboa.

Ao intervalo: 0-0

No final do tempo regulamentar: 2-0.

Marcadores:

1-0 - Renan, 48' (p.b.)

2-0 - Tiago Caeiro, 69'

Marcadores nos desempates por grandes penalidades:

1-0 - João Afonso

1-1 - João Coimbra

2-1 - Tiago Silva

2-1 - João Carneiro (defesa do guarda-redes)

3-1 - Fredy

3-1 - Tiago Borges (defesa do guarda-redes)

4-1 - Nélson

Equipas:

Belenenses: Filipe Mendes, Palmeira, João Meira, João Afonso, Nélson, Tiago Silva, Pelé, Fábio Nunes (Fredy, 82), Deyverson, Abel Camará e Tiago Caeiro (Bruno China, 72).

Suplentes: Ventura, André Teixeira, Fredy, Bruno China, Mailó, Gonçalo Brandão e Daniel Martins.

Treinador: Lito Vidigal.

Académico de Viseu: Ivo Gonçalves, Tomé, Eridson, Clodoaldo, Dalbert, João Coimbra, Renan, Tiago Almeida (Luisinho, 73), Clayton (Alphonse, 60), João Carneiro e Sandro Lima (Tiago Borges, 74).

Suplentes: Nuno Oliveira, Filipe Nascimento, Luisinho, Tiago Borges, João Ricardo, Pedro Santos e Alphonse.

Treinador: Alex Costa.

Árbitro: Hugo Miguel (Lisboa). Ação disciplinar: Cartão amarelo para Clayton (15), Tiago Silva (26), Deyverson (33), Sandro Lima (34), Eridson (57), Tomé (59), João Afonso (72), Alphonse (90+1) e João Meira (90+1).

Assistência: cerca de 350 espetadores.

Autor: LUSA

Fotos: LUSA

Capturar01

Basquetebol: Sorteio da Taça de Portugal

Press Release relativo ao sorteio da Taça de Portugal, realizado esta quarta-feira

Capturar3

Microembirrações ou Megaverdades?

QUE ALIMENTEM, AO MENOS, SETE MINIDISCUSSÕES

Capturar1234

Capturarnunoperestrelo2

Nde: Excerto da Crónica, colocámos apenas o ponto 5, pois é aquele que nos diz respeito

Taça da Liga: Belenenses sobrevive nas grandes penalidades

Equipa de Lito Vidigal virou a eliminatória diante do Académico Viseu (2-0) e foi mais feliz na lotaria dos penalties (4-1)

Taça da Liga: Belenenses sobrevive nas grandes penalidades

O Belenenses deu a volta à eliminatória diante do Académico de Viseu na segunda mão da segunda fase da Taça da Liga, anulando primeiro a surpreendente derrota consentida na primeira mão (1-3), vencendo por 2-0, antes de garantir a qualificação para a próxima fase no desempate por grandes penalidades (4-1). Moreirense, Gil Vicente e Arouca também seguem em frente, mas o Paços foi eliminado.

A equipa de Lito Vidigal deu continuidade ao bom momento e, depois da vitória sobre o Estoril (2-1) na Amoreira, conseguiu recuperar numa eliminatória que tinha ficado comprometida depois da derrota em Viseu por 1-3.

Uma recuperação que começou com um autogolo de Renan Teixeira (48m) e que se confirmou com um segundo golo de Tiago Caeiro (68m). Numa competição em que não contam os golos fora, a eliminatória acabou por decidir-se nas grandes penalidades, com os «azuis», com melhor pontaria, a festejarem no final com quatro pontapés certeiros contra apenas um do Académico.

Por Redação

Capturar1logo

Belenenses afasta Académico apenas nos penalties (4-1)

Tiago Caeiro (foto ASF)

Após a derrota sofrida no primeiro jogo, o Belenenses venceu, esta quarta-feira, o Académico por 2-0 (4-1 nas grandes penalidades), em jogo da segunda mão da segunda fase da Taça da Liga.

A equipa do Restelo passou para a frente fruto da infelicidade de Renan, que assinou um autogolo (48). Depois, aos 68 minutos, Tiago Caeiro elevou a contagem.

Este resultado forçou a realização da lotaria das grandes penalidades, onde o Belenenses venceu o Académica por 4-1.

Redação

Capturar12

Resultado ao fim dos 90 minutos: Belenenses 2 Ac. Viseu 0 (4-1) após Penáltis - Belenenses Apurado!

Taça da Liga | 2.ª MÃO - ESTÁDIO DO RESTELO - 16 HORAS - 29 DE OUTUBRO

image

clip_image001clip_image002
clip_image004clip_image005
clip_image006
clip_image007
Capturarediaria

Equipa do Belenenses (onze oficial): Filipe Mendes; Palmeira, Meira, João Afonso, Nélson; Pelé; Deyverson, Tiago Silva, Fábio Nunes; Camará e Caeiro

48 Min - Golo do Belenenses, Tiago Caeiro

68 Min - Golo do Belenenses, Tiago Caeiro

Tempo de compensação - 4 minutos

A eliminatória vai ser decidida nas grandes penalidades

1 - 0 João Afonso, Belenenses

1 - 1 João Coimbra, Ac. de Viseu

2 - 1 Tiago Silva, Belenenses

2 - 1 J.Pedro Barreira, Ac. de Viseu falha

3 - 1 Fredy, Belenenses

3 - 1 Tiago Borges, Ac. de Viseu falha

4 - 1 Belenenses, Nélson

Parabéns Rapazes!

Obrigado Lito!

Força Belenenses!

«Dar o máximo e depois fazer contas»

Azuis têm de anular uma desvantagem de dois golos, depois da derrota (1-3) na 1.ª mão, em Viseu | Lito Vidigal está confiante na reviravolta e quer continuar em prova | «Vão jogar aqueles que achamos que são os melhores», diz

10583020_718150534938329_1416162417756989629_oO Belenenses defronta hoje o Académico em jogo da 2.ª mão da 2.ª fase da Taça da Liga. Os azuis foram derrotados (1-3) pelos viseenses no encontro da 1.ª mão e, desta maneira, são obrigados a marcar três golos para marcarem presença na fase de grupos da prova. Isto porque, em caso de empate, na Taça da Liga, os golos fora não contam como fator de desempate.

Mesmo assim, Lito Vidigal, na conferência de imprensa de antevisão deste encontro, mostrou-se confiante na reviravolta. «Acreditamos que é possível ultrapassar a desvantagem. Como sempre, vamos jogar com a intenção de ganhar, com caráter e queremos anular a diferença o mais depressa possível», referiu.

Quanto ao plano que delineou para a sua equipa se superiorizar ao Académico, o treinador dos azuis não abre o jogo.

«Temos a nossa estratégia e vamos tentar colocá-la em prática no campo. Vão jogar aqueles que nós achamos que são os melhores para este encontro», disse. Mas uma coisa é certa, a Taça da Liga não é para desvalorizar. «É uma competição em que estamos inseridos e queremos ir o mais longe possível, encarando os jogos de forma séria», acrescentou.

Com efeito, Lito Vidigal espera que os seus pupilos deem uma boa resposta no jogo de hoje e que deem a volta ao resultado adverso. «Os meus jogadores têm de estar motivados, não há outra forma de estar neste clube. Temos de dar o máximo e depois, no final, fazemos as contas. Temos de entrar com atitude séria e vontade de vencer. É o que eu exijo dos jogadores, que deem tudo para dormirmos de consciência tranquila.»

O treinador, no entanto, não esquece a principal meta desta época. «O objetivo do Belenenses é ficar na Liga, isso é o mais importante para o clube e para a SAD. Nos últimos anos, tem oscilado muito, com passagens pela Liga 2. Por isso, queremos alcançar a manutenção o mais depressa possível. Quanto às outras competições temos de trabalhar para ir o mais longe possível», sublinhou, cauteloso, Lito Vidigal.

Capturar123456

por ORLANDO FERNANDES

Capturar12

«Anular depressa a desvantagem»

LITO VIDIGAL QUER CHEGAR LONGE NA COMPETIÇÃO

1617353_717962261623823_8953095013225596509_oLito Vidigal pretende que as seus jogadores “tenham a mentalidade certa”, tendo em vista o encontro de hoje frente ao Ac. Viseu, no qual os azuis terão de anular uma desvantagem de dois golos pai a seguirem em frente na Taça da Liga. O técnico do Belenenses não escondeu, aliás, que quer chegar o mais longe possível nesta competição.

Não abrindo o jogo em relação ao onze que vai subir ao relvado, referindo apenas que vão jogar aqueles que considera “serem os melhores para esta partida”, o treinador garante ter uma estratégia definida.

Preparámos o jogo para anular depressa a desvantagem de dois golos e ir o mais longe possível na prova, apesar de o nosso principal objetivo ser a permanência na Liga, até porque o Belenenses tem sido muito oscilante nos últimos anos”, referiu.

Quanto à condição do grupo de trabalho, o técnico lembrou “que o plantel é curto'’, admitindo que “caso fosse maior e mais equilibrado seria mais fácil fazer a gestão do esforço dos jogadores”.Capturar123456

Fábio Nunes motivado

Fábio Nunes resolveu o jogo da Taça de Portugal frente à AD Oliveirense e deve merecer a confiança de Lito Vidigal para jogar de início. Motivado, o extremo garante que vai tentar repetir a façanha da Taça. “Não tenho sido titular, mas trabalho com essa meta. Na Taça fui feliz e amanhã [hoje], tudo farei para marcar num jogo complicado”, afirmou, assegurando que a “equipa está confiante”.

por JOÃO PEDRO ABECASIS

Capturar01

Renovação para Filipe Ferreira

JOGADOR DEVE SER O PRÓXIMO CONTEMPLADO

Depois de o defesa-central Palmeira ter prolongado a ligação ao Belenenses até 2017, Filipe Ferreira deve ser o próximo a renovar contrato com os azuis do Restelo.

O lateral-esquerdo esteve ontem reunido com o presidente da SAD, Rui Pedro Soares, com vista à assinatura de um novo vínculo, válido por mais duas temporadas, ou seja, até 2017, uma vez que o jogador se encontra vinculado até 2015.

Contratado ao Atlético na época 2012/13, Filipe Ferreira, de 24 anos, é um dos indiscutíveis na formação comandada pelo técnico Lito Vidigal. Aliás, o defesa foi totalista nas primeiras sete jornadas do campeonato, falhando apenas a partida do passado domingo (vitória do Belenenses no Estoril, por 2-1), devido a lesão, motivo que o impede também de defrontar hoje o Ac. Viseu, para a Taça da Liga.

Fotos: LUSA

Capturar01

FÁBIO NUNES "Queremos dar a volta logo no início"

O extremo do Belenenses espreita a estreia como titular frente ao Académico de Viseu e quer marcar, como fez na Taça de Portugal, contra a AD Oliveirense

Fábio Nunes foi o herói da Taça de Portugal pelo Belenenses, frente à AD Oliveirense, ao marcar o golo da vitória dos lisboetas (2-3). Agora, na Taça da Liga, espera voltar a ter minutos para se mostrar, se possível entrando no onze inicial, algo que ainda não lhe aconteceu.

"Todos os dias trabalho para ser titular. Nesse jogo com a Oliveirense entrei bem, fui feliz ao marcar o golo decisivo e amanhã tudo farei para o repetir", afirmou o jovem de 22 anos, que fez a maior parte da formação no Portimonense.

Frente ao Académico de Viseu, Fábio Nunes espera dificuldades, principalmente devido ao resultado trazido da primeira mão. "É um jogo complicado, onde partimos em desvantagem, mas a equipa está muito confiante após a vitória na I Liga [no Estoril]. Queremos dar a volta ao resultado logo no início do jogo", prometeu o extremo.

por Pedro Miguel Azevedo

Capturar1

terça-feira, 28 de Outubro de 2014

Filipe Ferreira renovou por mais 3 anos

RUI PEDRO SOARES ASSIM DEU ENTENDER NA SUA PÁGINA DE FACEBOOK

Capturar1

Lito Vidigal: «Preparados para anular a desvantagem»

TÉCNICO AFIRMA QUE VÃO JOGAR OS MELHORES

O Belenenses joga quarta-feira com o Académico de Viseu, em jogo da 2.ª mão da 2.ª fase da Taça da Liga e, depois da desvantagem de 3-1 trazida da 1ª mão em Viseu, Lito Vidigal, técnico dos azuis do Restelo, acredita que pode reverter a eliminatória.

"Estamos preparados para anular a desvantagem. Vão jogar aqueles que considero serem os melhores. Queremos ir o mais longe possível nesta competição mas o objetivo principal é a permanência na Primeira Liga", afirmou o treinador angolano na conferência de imprensa.

Também Fábio Nunes, em declarações aos jornalistas disse que "vai ser complicado anular a desvantagem mas vamos tentar". O avançado do Belenenses não tem sido muito utilizado mas acrescentou: "não tenho sido titular, mas trabalho para isso".

O jogo vai-se realizar no Estádio do Restelo pelas 16 horas.

Autor: JOÃO PEDRO ABECASIS

Fotos: LUÍS MANUEL NEVES

Capturar01

Miguel Rosa e Sturgeon falham Ac. Viseu

DUPLA AFASTADA POR OPÇÃO TÉCNICA

Miguel Rosa não ajudará equipa diante do Ac. Viseu

O Belenenses divulgou a lista de convocados para o jogo de amanhã contra o Académico de Viseu, a contar para 2.ª mão da 2.ª fase da Taça da Liga, numa convocatória em que se destacam as ausências de Miguel Rosa e Sturgeon, aparentemente por opção do técnico Lito Vidigal.

Também ausentes, mas por lesão, estarão Rodrigo Dantas e Filipe Ferreira, dois elementos que não poderão ajudar os azuis a dar a volta a uma desvantagem de 3-1 que trazem da primeira partida.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Hugo Ventura e Filipe Mendes;

Defesas: André Teixeira, Daniel Martins, Gonçalo Brandão, João Afonso, João Meira, Palmeira e Nélson;

Médios: Bruno China, Pelé e Tiago Silva;

Avançados: Mailó, Tiago Caeiro, Fredy, Deyverson, Fábio Nunes e Abel Camará.

Autor: JOÃO PEDRO ABECASIS

Fotos: LUÍS MANUEL NEVES

Capturar01

Site Meter

Mapa Mundo


contador visitante

Visitas do Mundo!

Mapa Mundo - Hora Mundial