quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Operação Estoril já arrancou

Fábio Sturgeon está na Seleção Nacional sub-20 (foto ASF)

Lito Vidigal começou a preparar a deslocação ao terreno do Estoril, próximo adversário na Liga.

O treinador dos azuis teve à sua disposição todo o plantel, exceção feita aos avançados Tiago Caeiro e Fábio Sturgeon. O primeiro devido a lesão, o segundo por ter estado integrado nos trabalhos da Seleção Nacional sub-20.

O defesa central cabo-verdiano Kay abandonou o treino mais cedo, com um pequena mazela, que contudo não o deverá impedir de marcar presença no apronto desta quarta-feira.   

Boletim

Lesionados - Tiago Caeiro (recupera de lesão na face posterior da coxa direita)

Programa - Treino, 16 horas, Estádio do Restelo

Por N.B.

SAD agradada com Lito

HÁ A HIPÓTESE DE O TÉCNICO CONTINUAR

Aquando da apresentação de Lito Vidigal, Rui Pedro Soares, administrador da SAD, escusou-se a revelar a duração do vínculo contratual do treinador. “A ligação é de muitos anos e para a vida toda”, foi a frase que o dirigente proferiu a 20 de março.

Agora, sensivelmente um mês depois da entrada do treinador, Record sabe que a SAD do clube está agradada com o trabalho que Lito está a desenvolver e, por isso, coloca-se a hipótese de o antigo internacional angolano continuar no Belenenses na temporada 2014/15, seja na 1.ª como na 2.ª Liga. Neste momento, e até porque o clube disputa a permanência, ainda não está nada definido, mas há vários indícios de que tal possa ser uma realidade.

Susto na A2

Ontem, por volta das 14 horas, Lito Vidigal apanhou um grande susto quando o seu veículo se incendiou na A2, na zona do Fogueteiro. O técnico saiu ileso do acidente e já orientou o treino de ontem no Estádio do Restelo.

Autor: A.M.

Fotos: LUSA

Cinco equipas em luta pela manutenção na I Liga

A duas jornadas do final do campeonato da I Liga de futebol só falta decidir quem desce de divisão e quem joga o playoff de permanência | Arouca, Gil Vicente, Belenenses, Paços de Ferreira e Olhanense são as formações envolvidas nessa disputa

859222_560684107363943_4194263930900084602_oÀ II Liga desce o último classificado (16.º) 3 o playoff de permanência será disputado pelo 15.º classificado (aduas mãos) com a terceira equipa elegível para subir da II à I Liga. Recorde-se que as equipas B estão fora destas contas por não puderem subir de divisão.

Nesta altura todas as equipas à excepção do Olhanense dependem de si próprias para fugir à despromoção ou ao playoff de descida.

A classificação está assim ordenada:

12.º Arouca, 28 pontos

13.º Gil Vicente, 28

14.º Belenenses, 24

15.º Paços de Ferreira, 23

16.º Olhanense, 21

Eis o que falta jogar a casa uma das equipas:

Arouca

29.ª jornada – Gil Vicente (casa)

30.ª jornada – Belenenses (fora)

Gil Vicente

29.ª jornada – Arouca (fora)

30.ª jornada – Nacional (casa)

Belenenses

29.ª jornada – Estoril (fora)

30.ª jornada – Arouca (casa)

Paços de Ferreira

29.ª jornada – Rio Ave (fora)

30.ª jornada – Académica (casa)

Olhanense

29.ª jornada – FC Porto (casa)

30.ª jornada – V. Setúbal (fora)

por Mário Aleixo

Deyverson aponta ao Estoril

Lito Vidigal volta a contar com o avançado, que regressa de castigo

1375314_616877578398959_1034075555281858587_nCom cerca de semana e meia pela frente até à deslocação ao terreno do Estoril, a prioridade de Lito Vidigal vai para a afinação da frente atacante da equipa, sendo que Deyverson é o candidato maior a ocupar a posição mais adiantada.

No sistema tático preferencial do treinador do Belenenses, o 4x2x3x1, é obrigatório colocar um ponta de lança com alguma presença física, algo que por vezes não tem sido possível dadas as limitações do plantel.

No último jogo, por exemplo, Fredy tentou desempenhar essa função dado que Deyverson não estava disponível – o brasileiro ex-Benfica fora expulso frente ao V. Guimarães.

Quanto a Rambé, a outra opção lógica para o lugar, não tem entrado nas contas iniciais de Lito Vidigal e, tudo o indicia, no Estoril também não deverá ser a primeira escolha num jogo onde ganhar é o resultado mais desejado.

Ontem de manhã, o plantel treinou no Restelo, naquela que foi a primeira sessão após a derrota caseira contra o Sporting. Na lista de baixas, apenas consta Tiago Caeiro, que já não joga mais.

por Pedro Miguel Azevedo

terça-feira, 22 de Abril de 2014

Carro de Lito Vidigal incendiou-se na autoestrada (com foto)

O treinador do Belenenses, Lito Vidigal, não ganhou para o susto, esta segunda-feira, por volta das 14 horas, quando se deslocava para Elvas.

O carro em que o treinador seguia viagem incendiou-se na A2, na zona do Fogueteiro. Lito Vidigal apercebeu-se de que algo não estava bem e só teve tempo de sair da viatura e tirar alguns pertences que tinha na bagageira.

A perda do veículo foi total, sendo que decorre uma peritagem para apurar as causas do incêndio, com a GNR a ter tomado conta da ocorrência.

Por Redação

Quebrar jejum e ficar tranquilo

Azuis não ganham na Amoreira há 36 anos; vitória pode selar permanência na Liga

979935_563557557076598_1930650416127556180_oHá um borrego para matar na próxima jornada e motivação não falta. É que em caso de vitória diante do Estoril, o Belenenses bem pode selar a manutenção na Liga, esperando que o Paços de Ferreira perca em Vila do Conde e o Olhanense na receção ao FC Porto.

Para isso, a equipa de Lito Vidigal terá de ganhar no Estádio António Coimbra da Mota, algo que já não acontece desde... 1977/78, quando os azuis venceram na Amoreira por 2-1. A partir daí, de resto, os dois clubes não se cruzaram tantas vezes como isso, ainda que o melhor que o Belenenses fez foi mesmo na Liga 2, em 2010/2011, empatando a zero.

A história, contudo, até é favorável á equipa do Restelo. No registo total dos confrontos na Amoreira, o Belenenses venceu por nove vezes, enquanto só por sete o Estoril levou a melhor. Os outros oito jogos terminaram empatados.

O Belenenses tentará, por isso, o décimo triunfo na Amoreira, que poderá ter sabor especial, diante de uma equipa que. em casa, esta época, para a Liga, só perdeu com Benfica, V. Setúbal, V. Guimarães e Rio Ave.

Noutro âmbito, o plantel regressa hoje ao trabalho, no Restelo, depois de dois dias de folga, com Lito Vidigal a ter todo o plantel à disposição, exceção feita a Tiago Caeiro, de fora até final da época.

Deyverson cumpriu castigo frente ao Sporting e regressa ás opções.

Boletim

Lesionado - Tiago Caeiro (lesão na face posterior da coxa direita)

Programa Treino - 10 horas. Estado do Restelo

por MÁRIO RUI VENTURA

Cada golo fora demora 315 minutos

Como visitante, o Belenenses só fez quatro golos e é a equipa europeia mais frágil nesse item | No Estoril, tem de ganhar para sonhar com a permanência

10003645_563555867076767_822696399488183479_oNa batalha titânica que o Belenenses está a travar pela permanência, há um aspeto determinante que ajuda a explicar a escassez de pontos até ao momento: a equipa fora do Restelo apenas marcou cinco golos, quatro na I Liga e um para a Taça da Liga. Uma falta de produtividade tão rara que constitui já um recorde negativo na história do clube, que nunca, a apenas duas jornadas do fim de um campeonato, tinha tão poucos golos marcados.

Nos 14 jogos realizados como visitante, o Belenenses jogou 1260’, ou seja, em média precisou deu uma vitória, mas agora Lito Vidigal já só pensa na Amoreira, onde mora, por sinal, a quarta melhor defesa caseira da prova (13 golos consentidos), apenas superada na eficácia por Benfica e FC Porto (ambos cinco sofridos), Sporting (seis) e igualada pelo Nacional. Boa parte da eventual salvação do Belenenses da descida ou do jogo de play-off passará por somar pontos no Estoril, mas, para tal, a equipa terá de superar o estigma de “ver” balizas pequenas nos terrenos adversários.

Quatro tiros no alvo deram quatro pontos

Dos quatro golos marcados pelo Belenenses fora de casa para a I Liga, dois deles renderam pontos. O mais recente, apontado por Miguel Rosa, valeu uma vitória no terreno do Gil Vicente (0-1), sendo esse o único jogo ganho pela equipa do Restelo nesta temporada em terreno alheio. A outra vez, esta época, em que uma viagem foi lucrativa para o Belenenses foi no Estádio da Luz, onde um golo de Diakité rendeu um ponto (1-1).

Quanto aos outros golos marcados, de nada serviram, pois o Belenenses perdeu por 2-1 com Braga e Académica. Curiosamente, esta época os lisboetas até já marcaram na Amoreira – mas f oi para a Taça da Liga (1-1), num golo assinado por Kay.

Se Lito Vidigal conseguir convencer o grupo de que é possível contrariar os 36 anos sem vitórias do Belenenses na casa do Estoril e repetir o desfecho de Barcelos, pode dinamizar o espírito anímico do grupo nas cerca de duas semanas que faltam até ao encontro com os canários.

Depois da derrota com o Sporting no Restelo, Vidigal deu dois dias de repouso aos jogadores, que esta manhã se apresentam ao trabalho. Ausência certa para o jogo com o Estoril é o lesionado Tiago Caeiro, avançado, mas Deyverson regressa após castigo.

por Pedro Miguel Azevedo

Tranquilidade pode chegar com vitória na Amoreira

O Belenenses poderá selar a manutenção na Liga na próxima jornada, quando visitar a Amoreira para defrontar o Estoril. Para tal, terá de vencer e esperar que o Paços de Ferreira perca em Vila do Conde e o Olhanense na receção ao FC Porto.

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

Por Redação

RUMO Á VITORIA/Música de apoio ao Belenenses)

Autor - DaRuller

1276935_563556207076733_8691208949382788106_o

segunda-feira, 21 de Abril de 2014

25 Abril: O que escreviam os jornais há 40 anos?

O incêndio na Universidade do Porto, o Belenenses e as eleições francesas eram alguns dos temas das primeiras páginas do Diário de Notícias e do Jornal de Notícias a 21 de abril de 1974

O Jornal de Notícias contava que um incêndio na Universidade do Porto destruiu o Salão Nobre e o Arquivo Geral. As chamas também destruíram quatro salas das matemáticas.

JN/Arquivo

25 Abril: O que escreviam os jornais há 40 anos?

Primeira página do JN, 21 abril 1974

O JN escrevia também na primeira página que Praia já é do Boavista e que o Belenenses quase foi campeão. Espaço ainda para um almoço em Belém de membros do governo com o chefe de estado.

O Diário de Notícias de 21 de Abril de 1974 destacava as eleições francesas - Novo apelo da UDR a favor do seu candidato oficial.

DN/Arquivo

25 Abril: O que escreviam os jornais há 40 anos?

Primeira página do DN, 21 abril 1974

Também chamava à primeira página o incêndio na Universidade do Porto - os prejuízos são incalculáveis e desconhece-se as causas.

Espaço ainda para um debate mundial sobre matérias primas e para um almoço em Belém do Chefe de Estado com destacadas figuras da vida nacional.

por Rute Fonseca

Análise aos jogadores azuis - Jornal A Bola

Capturar12

Última vitória na Amoreira foi há 36 anos

O Belenenses desloca-se ao terreno do Estoril no próximo fim de semana com a necessidade premente de somar pontos para manter-se em posição que garanta a permanência

10153243_10202887738347988_5769580143000878732_nA última vez que o Belenenses ganhou na Amoreira foi na época de 1977/78, por 2-1. Daí em diante, os embates entre os dois clubes não têm sido regulares. Mesmo assim, o melhor que o Belenenses conseguiu em tempo recentes foi em 2010/11, na II Liga. Aí, o jogo acabou com um empate a zero. No entanto, o histórico de encontros entre os dois clubes em casa do Estoril regista nove vitórias do Belenenses, oito empates e sete triunfos dos canarinhos.

O plantel do Belenenses folgou ontem e hoje, voltando amanhã aos treinos.

por P.M.A.

domingo, 20 de Abril de 2014

Futsal: Derrota “saborosa” coloca Belenenses no play-off

Mesmo derrotado em casa, diante do Fundão, por 3-4, o Belenenses/ElPozo garantiu, este sábado, o apuramento para o play-off da Liga Sport Zone de Futsal, ao beneficiar da derrota do Modicus frente ao Sporting

Derrota “saborosa” coloca Belenenses no play-off

Com este resultado, os azuis terminaram a fase regular na oitava posição e têm encontro marcado com o Benfica nos quartos-de-final do play-off, ao passo que o Fundão vai discutir a presença nas «meias» com os Leões de Porto Salvo, uma vez que a equipa beirã alcançou o quinto posto da primeira fase do campeonato.

À semelhança do que se passou no jogo da primeira volta, disputado no Fundão, tudo parecia bem encaminhado para uma vitória tranquila dos pupilos de Joel Rocha, que chegaram a dispor de uma vantagem de quatro golos, apontados por André Nabais, Noé Pardo (2) e Davide. Mas o Belenenses/ElPozo reagiu na segunda metade e chegou mesmo a assustar o Fundão ao reduzir para a diferença mínima, com golos de Bruno Martins, Hugo Eduardo e Tiago Carvalho.

FICHA DE JOGO

Escrito por  André Borges

sábado, 19 de Abril de 2014

Vidigal: «Vamos acreditar até ao último segundo do último jogo»

Belenenses-Sporting, 0-1 (reportagem)

192044_galeria_belenenses_v_sporting_j28_liga_zon_sagres_2013_14.jpgLito Vidigal, treinador do Belenenses, depois da derrota diante do Sporting (0-1), no Estádio do Restelo, em jogo da 28ª jornada da Liga:

[Apesar da derrota, notou um crescimento da equipa?]

- Isso é evidente. Melhorámos, estamos mais fortes, mais coesos. Este era um jogo difícil, trabalhámos bem, tivemos organizados, tivemos oportunidades repartidas com o Sporting. O que fez a diferença foi um lance de bola parada que decidiu o jogo.

[O que tem a dizer sobre o lance da grande penalidade?]

- Não comento. Definiu o jogo e o resultado, mas não comento as arbitragens. Estamos concentrados no nosso trabalho e vamos continuar a acreditar para conseguirmos a manutenção na I Liga. Vamos ter mais dois jogos importantes, vamos trabalhar e acreditar até ao último segundo do último jogo.

[Surpreendido com este segundo lugar do Sporting?]

- Inesperado não digo. Mas desde que o campeonato começou, o Sporting tem tido resultados equilibrados, desde o meio da época que o Sporting não surpreende ninguém. São uma equipa forte e isso reforça mais o trabalho que os meus jogadores tiveram aqui hoje. Em determinados momentos do jogo, jogámos de igual para igual. Podíamos ter tido outro resultado aqui, mas isso agora não importa,

[A derrota do Paços permitiu jogar com maior desafogo?]

- Tive o cuidado de falar com os jogadores, disse-lhes que só têm de pensar nos nossos jogos e não olhar para os resultados dos outros. Temos de encarar todos os jogos da mesma forma, temos de ser organizados e inteligentes. Sabemos que isto de um momento para o outro tudo se transforma. O mais importante é estarmos focados naquilo que estamos a fazer. Se formos bravos, temos possibilidades de terminar a época com êxito. Vamos acreditar sempre,. Até esse momento não deixo que ninguém desista.

[Contra dez, o Belenenses não pareceu tão organizado. Concorda?]

- Não tivemos tanto tempo assim depois da expulsão, mas ainda assim criámos oportunidades, tivemos uma ou outra situação de finalização.

Por Ricardo Gouveia

Resumo vídeo: Belenenses 0 Sporting 1

Mais uma vez a árbitro decide contra o Belenenses… Resultado injusto ganharam os simuladores, os chorões!!!

192064_galeria_belenenses_v_sporting_j28_liga_zon_sagres_2013_14.jpg

Fernando Ferreira: «Jogámos bem mas precisamos é de pontos»

O pragmatismo do capitão do Belenenses

192006_galeria_belenenses_v_sporting_j28_liga_zon_sagres_2013_14.jpgFernando Ferreira, médio do Belenenses, em declarações à SporTV após a derrota frente ao Sporting:

«Cometemos um erro e pagámos caro por isso. Fizemos um bom jogo, mas precisamos é de pontos. O Sporting marcou de penálti e depois soube gerir. Só dependemos de nós para a manutenção e vamos vencer os dois jogos que faltam. Estamos cada vez mais fortes e vamos acabar o ano a sorrir».

Por Redação

Lito Vidigal: «Temos melhorado e acredito na manutenção»

Técnico do Belenenses não se deixa abater com a derrota frente ao Sporting

 Lito Vidigal: «Temos melhorado e acredito na manutenção»

Lito Vidigal, treinador do Belenenses, em declarações à SporTV após a derrota por 0-1 na receção ao Sporting:

«Corremos, suámos, jogámos bem em alguns momentos e parece-me claro que temos crescido. O número de oportunidades foi repartido e tudo se resolveu num penálti. Vamos trabalhar até ao último minuto para ficar na I Liga».

«Não gosto de perder. Dentro das nossas limitações fizemos um jogo interessante. Crescemos, temos estado bem, mas o mais importante é acreditar e ter confiança na manutenção».

Por Redação

Belenenses-Sporting, 0-1 (destaques)

Fernando Ferreira

Foi a surpresa no onze de Vidigal, não pela sua titularidade, mas pela posição que ocupou, bem junto a Fredy, no apoio ao ataque dos azuis. Foi muitas vezes o homem mais adiantado do Belenenses, jogando entre Rojas e Miguel Rosa, mas com total liberdade de movimentações, quer para pressionar a defesa do Sporting, sem bola, quer para se colocar em posição de remate, quando a equipa do Restelo atacava. Com Danielsson e Bruno China a fazerem de tampão, o capitão dos «azuis» correu muitos mais quilómetros do que é habitual. Esteve perto de marcar, por duas vezes, na segunda parte. Primeiro com um desvio de cabeça, depois com um remate frontal que obrigou Patrício à defesa da noite.

Miguel Rosa

Mais uma boa exibição do melhor jogador do Belenenses, esta noite sempre disponível para a equipa. Ajudou a fechar o flanco esquerdo, quando o Sporting procurava forçar por esse corredor, e acabou por colocar Piris em dificuldades, quando foi a vez dos «azuis» incomodarem o último reduto do Sporting, levando a equipa para a frente.

Confira a FICHA DO JOGO e as notas dos jogadores

Por Ricardo Gouveia

Belenenses-Sporting, 0-1 (crónica)

Milhões que custaram muito a ganhar

O Sporting garantiu o segundo lugar e o acesso direto à Liga dos Campeões com uma vitória sofrida, mas plena de significado diante do Belenenses. Uma vitória, arrancada a ferros, com uma grande penalidade, que também permite adiar, pelo menos por 24 horas, a festa do título do Benfica. Com um Estádio do Restelo bem composto, o espetáculo deixou, no entanto, muito a desejar. Sobrou a velocidade de Carlos Mané na primeira parte e o tal lance da grande penalidade que acabou por ser o único remate do Sporting no segundo tempo.

Confira a FICHA DO JOGO

Pouco antes do primeiro apito de Cosme Machado, aplausos no Restelo para a derrota do Paços de Ferreira. O Belenenses garantia à partida que não ia terminar a ronda abaixo da linha de água. Lito Vidigal também deixou claras as suas intenções quando foi revelada a constituição da equipa. Um onze sem ponta de lança, com três médios defensivos e outros três talhados para a velocidade, mas o início do jogo revelou uma surpresa escondida. O capitão Fernando Ferreira pisava terrenos bem mais adiantados do que é habitual, aparecendo muitas vezes como ponta de lança, à frente do tridente constituído por Rojas, Fredy e Miguel Rosa.

Os destaques do jogo: Mané supersónico

O Sporting, por seu lado, entrou em campo com a estrutura habitual, apenas com Piris no lugar do castigado Cédric, mas sem qualquer pressa de chegar ao objetivo: um golo que garantia o acesso direto aos milhões da Liga dos Campeões. Foi até do Belenenses a primeira oportunidade do jogo, com Rojas a cruzar tenso da direita e Fredy a chegar um tudo nada atrasado para a emenda. Os leões entraram no jogo com a embraiagem a fundo e progrediam com pequenos toques no acelerador, seguros atrás, mas sem velocidade para chegar à frente. A equipa de Leonardo Jardim, com o jogo controlado, ia subindo no terreno, mas centímetro a centímetro e só conseguia velocidade no flanco direito, com Carlos Mané e André Martins a abrirem caminho com rápidas combinações.

A primeira oportunidade surgiu já com vinte minutos de jogo com André Martins a cruzar para a cabeçada de Slimani ao lado. Dez minutos volvidos e um caso no jogo, com Miguel Rosa a derrubar André Martins fora da área. O jogo ganhava finalmente velocidade e, num cruzamento de Capel, Slimani não chega, Mané estava de costas e André Martins, à meia volta, atirou à trave. Foi a melhor oportunidade de uma primeira parte pobre, com um Belenenses bem fechado, um Sporting sem ideias e com velocidade condicionada por um relvado seco.

Adrien assina cheque dos milhões dos onze metros

A segunda parte começou com um ritmo bem mais elevado, agora com o Sporting virado para o Tejo, com os dois flancos a funcionarem, mas também com um calafrio para os leões, com um remate de Fernando Ferreira a obrigar Patrício a defesa apertada. Depois da melhor oportunidade do Belenenses, mais uma investida do imparável Carlos Mané e falta de João Meira na área. Desta vez Cosme Machado não teve dúvidas e Adrien, desde a marca dos onze metros, marcou um golo pleno de significado para a classificação.

Além das contas relativas à classificação, o golo também mexia com o próprio jogo. Agora sim, havia futebol, com o Belenenses também a recorrer ao acelerador na procura do empate. O Sporting tinha mais espaços, mas também maiores preocupações defensivas, com destaque para um desvio de cabeça de Fernando Ferreira que obrigou Patrício a defender para canto. O jogo prosseguiu aberto, sem que os leões se conseguissem impor definitivamente diante de um Belenenses sempre ameaçador. A complicar a vida ao Sporting, Rojo é expulso com cartão vermelho direto depois de uma entrada sobre Rojas.

Dez minutos de intenso sofrimento para os de verde-e-branco, com o Belenenses a arriscar tudo na procura do empate e o Sporting, já com Montero em campo, sem conseguir responder. O golo de Adrien acabou mesmo por ser o único remate dos leões em toda a segunda parte. Mas não houve mais golos até ao final e o Sporting acabou por garantir o essencial.

Por Ricardo Gouveia

Lito Vidigal: «Vamos trabalhar até ao último segundo»

NÃO DESISTE DA LUTA PELA MANUTENÇÃO

Ao Belenenses, resta-lhe os jogos ante o Estoril, na Amoreira, e Arouca, no Restelo, para tentar ficar na Primeira Liga. O técnico Lito Vidigal acredita que é possível e vai encetar esforços para alcançar o objetivo de todo o grupo.

"Em alguns momentos jogámos bem. Criámos situações de finalização. Desde o momento em que começámos a trabalhar aqui, é notório o nosso crescimento Confirmou-se este momento contra o Sporting. Em oportunidades talvez tenha sido repartido. Os jogadores estão a trabalhar e a acreditar. Vamos trabalhar até ao último segundo. Acreditamos que vamos ficar na Primeira Liga", frisou, no "flash-interview" da Sport TV, após perder frente ao Sporting (0-1), em partida da 28.ª jornada da Liga ZON Sagres.

"Não gosto de perder nem gosto de falar dessa palavra. Demos tudo dentro das nossas limitações. Estivemos próximos de pontuar mas há outros aspetos do jogo que temos de rever. Temos criado mais situações de golo, desde que cheguei, e jogado melhor. Continuamos a acreditar", concluiu.

Fotos: LUSA

Fernando Ferreira: «No final vamos estar todos a sorrir»

ACREDITA QUE A EQUIPA FICARÁ NA PRIMEIRA LIGA

Fernando Ferreira foi este sábado titular no meio-campo do Belenenses mas a sua equipa acabou por não conseguir levar de vencido o Sporting, em encontro da 28.ª jornada da Liga ZON Sagres. O médio português quer lutar pela manutenção até final e acredita na manutenção.

"Com estas equipas os erros pagam-se caro. Fizemos um bom jogo mais uma vez mas precisamos de pontos. Entrámos com as nossas armas mas sabíamos que era difícil. O Sporting marcou de penálti e depois soube gerir", começou por dizer, em declarações à Sport TV, lembrando que o Belenenses continua depender só de si próprio para permanecer no primeiro escalão do futebol português.

"Queremos ganhar os dois jogos que faltam para conseguirmos o nosso objetivo. A equipa está cada vez mais forte. No final vamos estar todos a sorrir face objetivo alcançado", disse, acalentado esperanças de conseguir bons resultados frente ao Estoril e Arouca, na 29.ª e 30.ª rondas, respetivamente.

Fotos: RAQUEL COSTA

Resultado final: Belenenses 0 Sporting 1

ESTÁDIO DO RESTELO - SÁBADO - DIA 19 DE ABRIL - 19H15

Capturarbelenensessporting1

Jornal A Bola & Jornal Record & Jornal O Jogo
LiveScores: Bet365 & Bwin
Acompanhe no Site MaisFutebol
Twitter BelenensesSAD
Blogue BlueBoxBelenenses
Transmissão Sporttv (link1 & link2 & link3)

Equipa do Belenenses (onze oficial): Matt Jones; Geraldes, João Meira, João Afonso e Filipe Ferreira; Bruno China e Fernando Ferreira; Rojas, Danielsson e Miguel Rosa; Fredy.

Suplentes do Belenenses: Rafael Veloso, Duarte Machado, Tiago Silva, Rambé, Rudy, João Pedro e Gonçalo Brandão.

Comentário Final: Equipa muito melhor organizada, estão a jogar muito melhor, foram batidos pelo sistema… Lito Vidigal está a fazer um bom trabalho, vamos conseguir.

João Meira foi imprudente, deu azo a um dos artistas da equipa contrária para se atirar para o chão e simular novamente uma penalidade. Vale a pena chorar, neste país de parolos, em que a maior parte das pessoas não tem personalidade.

Melhores do Belenenses: André Geraldes e Jorge Rojas



Viva o Belenenses!!!
Vamos Conseguir!

ESPECTADORES OBJETIVO É IGUALAR RECORDE

1796703_597508707002513_655820406_nO maior número de espectadores que o Belenenses teve esta época na I Liga foi na receção ao Benfica, com 10 118 nas bancadas e a SAD acredita, frente ao Sporting, ter uma lotação próxima deste número.

Os cerca de mil bilhetes enviados para os leões esgotaram e, até ao fim do dia de ontem, tinham sido vendidos quase três mil ingressos.

TODOS JUNTOS EM ESTÁGIO

Lito Vidigal chamou todo o plantel para o estágio da equipa e até o lesionado Tiago Caeiro e o castigado Deyverson foram incluídos. Gonçalo Brandão (na foto) é opção após ter estado condicionado ao longo da semana, devendo ser o escolhido para o eixo da defesa. Num outro cenário, pode passar para lateral esquerdo, adiantando-se Filipe Ferreira.

Inteligência é o fator decisivo

Fazer pontos é essencial e o treinador promete um “Belenenses guerreiro e disposto a deixar a pele em campo”

Solidariedade > Lito pede entreajuda até ao apito final

Tanto o treinador do Belenenses, Lito Vidigal, como o central João Meira, um dos mais utilizados esta época, defendem que para a equipa arrancar um bom resultado com o Sporting tem de ser inteligente. Naquela que é a melhor fase do Belenenses (duas vitórias seguidas e sete pontos em nove possíveis), Lito Vidigal confia que os leões não passarão no Restelo.

Vamos ter um Belenenses guerreiro, com alma e atitude, forte, sempre inteligente, a querer vencer e disposto a deixar a pele em campo. Cada um tem de sofrer pelo outro”, exige o treinador angolano. Lito sabe que só uma equipa ambiciosa pode ganhar pontos. “A nossa posição obriga-nos a encarar os jogos de uma forma diferente do habitual, pois todos são finais. Tenho pedido aos jogadores que acreditem que todos os jogos são possíveis de vencer”, disse, prometendo que a equipa só estará focada nesta partida e não nas dos rivais diretos e muito menos nos futuros embates com Estoril e Arouca.

João Meira realçou a necessidade de a equipa ser “inteligente” e disse acreditar num “bom resultado”, deixando a receita para travar Slimani e/ou Montero. “São diferentes, temos de estar concentrados e não dar espaços”, afirmou.

por Pedro Miguel Azevedo

“A equipa está mais agressiva”

Antigo jogador do clube do Restelo recorda o golo que marcou e que deu a última vitória sobre o Sporting | A entrada de Lito Vidigal, avalia, conferiu outra dinâmica aos jogadores

O dia 3 de fevereiro de 2008 ainda está bem fresco na memória de José Pedro. Porquê? Porque foi nesta data que os azuis conquistaram a última vitória sobre os leões, conseguida graças a um golo do antigo jogador do Belenenses.

Um golo, não. Um golão. “Sim, foi um tento realmente bonito, de fora de área, num jogo que recordo com saudade, pois foi também a primeira vez que ganhei ao Sporting”, recordou José Pedro a O JOGO, descrevendo, depois, aquele lance que levou à loucura os adeptos “Os jogadores do Belenenses estão, agora, mais empenhados e conscientes de que é preciso jogar para ganhar do clube do Restelo. “O golo nasceu de uma jogada estudada durante os treinos e saiu, nesse dia, na perfeição. Foi a partir de um lançamento lateral e como, na transição, cabia-me surgir na zona de finalização, acabei por bater, na altura, o Rui Patrício, com um remate que costumava ensaiar de fora de área. Fui feliz”, referiu sobre um jogo em que Jorge Jesus, o treinador de então, levou a melhor sobre o atual selecionador nacional, Paulo Bento. “O mister Jesus costumava colocar a equipa a jogar num sistema 4x4x2. Éramos das poucas equipas a atuarem assim, tal como o Sporting”, lembrou.

O confronto entre azuis e leões repete-se, este sábado, no Restelo, mas, ao contrário daquela época 2007/08, o Belenenses parte com a necessidade de pontuar, de modo a fugir aos lugares de despromoção. José Pedro torce do lado de fora pelos azuis e acredita que a equipa de Lito Vidigal tem condições para bater o pé à formação de Leonardo Jardim. “É um facto que o Sporting está forte e a atravessar uma excelente fase, mas julgo que os jogadores do Belenenses estão, agora, mais empenhados e conscientes de que é preciso jogar para ganhar. Aliás, o triunfo com o V. Guimarães fez-lhes ver que é possível escapar a esta situação. O Belenenses só depende dele próprio”, sustentou o agora jogador do Alcochetense, que vê no plantel do Restelo dois jogadores que podem desequilibrar a balança. “O Miguel Rosa é genial, mas também acredito muito no Fredy, que decidiu o jogo frente ao V. Guimarães. Numa bola parada ou num mero lance de contra-ataque, estas individualidades podem sobressair. Mas, para que tal aconteça, o coletivo tem de ajudar...”.

Certo é que os azuis, segundo José Pedro, mudaram para melhor com a entrada de Lito Vidigal. “Uma troca de treinador é, já de si, benéfica, pois mexe com os jogadores. O Lito, a meu ver, conseguiu impor o seu estilo em pouco tempo e a equipa parece-me agora mais agressiva e nunca desiste, um pouco à imagem do seu treinador enquanto jogador”, concluiu.

por Pedro Miguel Silva

sexta-feira, 18 de Abril de 2014

LITO VIDIGAL: "Quero que deixem a pele em campo"

Treinador diz que Belenenses espera ver frente ao Sporting para somar mais três pontos


Por Nuno Pinto Fernandes/Global Imagens

Lito Vidigal espera uma equipa guerreira para derrotar o Sporting na 28ª jornada da I Liga. O treinador do Belenenses realça a evolução da equipa, que pela primeira vez na atual temporada alcançou duas vitórias seguidas no campeonato.

"A equipa tem crescido e isso também se vê nos resultados: temos ganho. A nossa posição na tabela obriga-nos a encarar os jogos como se fossem finais e esta é mais uma. Tenho pedido para acreditar e que tenham uma atitude forte", declarou na antevisão do jogo.

"Queremos um Belenenses guerreiro, com alma, atitude forte, sempre inteligente, a querer vencer e que deixe a pele em campo", resumiu Lito Vidigal.

O treinador dos azuis do Restelo levou todos os jogadores para estágio, embora Tiago Caeiro, lesionado, e Deyverson, castigado, não possam defrontar o Sporting.

por Pedro Miguel Azevedo

Lito Vidigal convoca todo o plantel para a receção ao Sporting

TÉCNICO REPETE AÇÃO DA JORNADA TRANSATA

O treinador do Belenenses, Lito Vidigal, voltou esta sexta-feira a convocar todos os jogadores que compõem o plantel, para a receção de sábado ao Sporting, relativa à 28.ª jornada da Primeira Liga de futebol.

À semelhança do que sucedeu na semana passada, para o encontro com o Vitória de Guimarães, o técnico angolano chamou os 26 jogadores do plantel, incluindo o castigado Deyverson, expulso frente aos vimaranenses, e o lesionado Tiago Caeiro. Belenenses, 14.º classificado com 24 pontos, e Sporting, segundo com 63, defrontam-se no sábado, a partir das 19H15, no Estádio do Restelo.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Matt Jones, Rafael Veloso e Filipe Mendes;

Defesas: Duarte Machado, André Geraldes, André Teixeira, João Meira, João Afonso, Kay, Gonçalo Brandão, Kaká e Filipe Ferreira;

Médios: Fernando Ferreira, Eggert Jonsson, Danielsson, Bruno China, Tiago Silva, Miguel Rosa, Fredy, João Pedro e Jorge Rojas;

Avançados: Fábio Sturgeon, Rudy, Tiago Caeiro, Rambé e Deyverson.

Autor: LUSA

Fotos: LUSA

Lito Vidigal: «Todos os jogos são passíveis de vencer»

ACREDITA NO TRIUNFO FRENTE AO SPORTING

O treinador do Belenenses pediu esta sexta-feira uma equipa "guerreira e com alma" para fazer frente ao Sporting, no dérbi da 28.ª jornada da Primeira Liga, que se afigura como mais uma final para os azuis. Lito Vidigal, que fazia a antevisão da partida de sábado, realçou a "época fantástica" dos leões, considerando que os jogadores do conjunto do Restelo terão de "deixar a pele em campo" e trabalhar "com entrega e garra".

"[O Sporting] É o segundo classificado, tem praticamente a 'Champions' assegurada, fez uma época fantástica e é sempre um dos clubes candidatos ao título em Portugal. O Belenenses terá de ser guerreiro, com alma, com atitude forte e inteligência emocional durante todo o jogo. Coletivamente, todos têm de sofrer uns pelos outros", afirmou, em conferência de imprensa. Apesar do poderio "verde e branco", o técnico garantiu que o Belenenses entrará em campo confiante e consciente de que "todos os jogos são passíveis de se vencer, independentemente do adversário". Lito Vidigal destacou a evolução registada pela equipa, que vem de dois triunfos consecutivos, mas voltou a lembrar que a luta pela manutenção ainda não terminou e que o Belenenses tem mais "finais" pela frente.

"A equipa tem evoluído e crescido e essa evolução também se verifica nos resultados. Estamos a crescer e cresceremos mais, mas ainda estamos numa posição difícil. Temos jogos pela frente e temos de os encarar como autênticas finais. Tenho pedido aos jogadores que acreditem", adiantou o treinador, sublinhando que este "é o momento de todos os belenenses aparecerem e abraçarem" a equipa. Belenenses, 14.º classificado com 24 pontos, e Sporting, segundo com 63, defrontam-se no sábado, a partir das 19H15, no Estádio do Restelo.

Autor: LUSA

Fotos: PAULO CALADO

Gonçalo Brandão está confirmado

Mais uma solução para o Sporting

Capturargonçalobrandão1O treino vespertino de ontem do Belenenses – um pouco mais tarde do que é habitual, às 19 horas, mais perto do horário do pontapé de saída do encontro com o Sporting – confirmou a disponibilidade de Gonçalo Brandão para regressar à equipa de Lito Vidigal.

O defesa voltou a treinar sem limitações e está em condições de retomar a titularidade, na jornada em que o ataque do Restelo se vê privado do atacante Deyverson, autor do primeiro golo do triunfo (31) sobre o V. Guimarães, expulso perto do fim.

por M.S.

quinta-feira, 17 de Abril de 2014

Informações para o derby de sábado

FUTEBOL PROFISSIONAL, OS BELENENSES SAD

Adeptos CFB

Vem o Clube de Futebol “Os Belenenses” informar, os seus sócios, para que no próximo jogo de futebol, a realizar no estádio do Restelo pelas 19.15 horas, as respectivas bilheteiras vão estar abertas a partir das 17.15 horas. As portas do estádio estarão abertas 2 horas antes do encontro.

Mais se informa que a secretaria estará em funcionamento no Sábado de manhã, das 10 às 12.30 horas.

A quota que deverá estar no cartão de sócio é a quota de Março.

Em relação ao jogo de futebol no próximo Sábado, a Direção informa os seus associados, que só será permitida, a entrada de um acompanhante de sócio. Pedimos relativamente aos acompanhantes o bom senso, uma vez que a bancada em questão é exclusivamente para sócios, onde devem ter uso exclusivo adereços com as nossas cores.

Viva o Belenenses!
A Direção

Brandão pronto para o Sporting

Defesa já recuperou dum problema muscular e deverá estar disponível para receção aos leões

1555581_583626691724048_940369224_nDepois de ter falhado o encontro com o V. Guimarães devido a um problema muscular, o defesa Gonçalo Brandão prepara-se para regressar aos planos do treinador do Belenenses, Lito Vidigal, isto depois de no treino de ontem já ter trabalhado sem quaisquer condicionalismos.

Ainda assim, muito dificilmente o jogador do Parma, emprestado pelo clube italiano aos azuis até ao final da época, regressará ao onze, uma vez que a dupla de centrais composta por João Meira e João Afonso tem dado boas indicações, devendo por isso continuar a merecer a confiança do treinador para o desafio de sábado, frente ao Sporting, no Restelo.

BOLETIM

Castigado - Deyverson (1 jogo)

Lesionado - Tiago Caeiro (lesão na face posterior da coxa direita)

Programa - Treino 19horas, Estádio do Restelo (porta fechada)

por L.M.

Gonçalo Brandão vai a jogo

DEFESA JÁ TRABALHA SEM LIMITAÇÕES

Gonçalo Brandão voltou a treinar-se sem qualquer limitação e está assim apto a defrontar o Sporting, no sábado, para a 28.ª jornada da Liga. O defesa, que também pode alinhar a central ou lateral, falhou o jogo com o V. Guimarães devido a uma lesão muscular mas está operacional para defrontar os leões.

Tiago Caeiro – que não joga mais esta época – é assim o único caso clínico no Restelo. Essa lesão, aliada à suspensão de Deyverson, expulso frente ao V. Guimarães, deixa Lito Vidigal apenas com Rambé disponível para o eixo do ataque no encontro com o Sporting. Outra hipótese, caso o técnico queira guardar “poder de fogo” no banco, é a de alinhar com Miguel Rosa ou Fredy no centro e lançar apenas o cabo-verdiano na 2.ª parte, caso a equipa precise de recuperar de um resultado negativo.

Entretanto, o Belenenses pode fazer uma digressão africana no final da temporada. Existe a possibilidade de os azuis disputarem um jogo particular em São Tomé e Príncipe na semana após o final do campeonato, mas a viagem ainda não é oficial.

Autor: M.A.

Fotos: SE RECORD

Gonçalo Brandão apto para a esquerda

Filipe Ferreira a lateral ou a extremo

790Gonçalo Brandão poderá desempenhar um papel fundamental na equipa que Lito Vidigal vai apresentar, este sábado, frente ao Sporting, mas a eventual utilização está dependente da sua resposta a nível físico durante estes dias.

Ontem, o jogador já integrou o treino sem aparentes limitações e, caso não tenha alguma recaída, Lito Vidigal deverá reservar-lhe um lugar específico, não como central, mas como lateral-esquerdo, cabendo a Filipe Ferreira adiantar-se no terreno, como o fez contra o Benfica.

por P.M.S.

Site Meter

Mapa Mundo


contador visitante

Visitas do Mundo!

Mapa Mundo - Hora Mundial